A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

14/03/2011 08:30

Com ajuda insuficiente da União, Puccinelli fará cortes em secretarias

Aline dos Santos
Segundo Puccinelli, auxilio anunciado por ministro não resolve nada. (Foto: Simão Nogueira)Segundo Puccinelli, auxilio anunciado por ministro "não resolve nada". (Foto: Simão Nogueira)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que vai determinar cortes imediatos na administração estadual devido aos prejuízos causados pela chuva em Mato Grosso do Sul. “Os cortes terão que ser feitos”, afirmou em entrevista ao jornal Bom Dia MS, da TV Morena.

Ele frisa que nas áreas de educação e saúde o governo é obrigado, por lei, a cumprir um repasse mínimo. Segundo Puccinelli, o Estado destinou 13,56% para a saúde, mas agora vai somente cumprir o mínimo de 12%. “Cortes se farão naquelas secretarias onde a prioridade fica menor do que a secretaria de obras”, enfatiza.Puccinelli afirma que os cortes devem ser imediatos. “Para não sofrer consequências piores”.

Na última sexta-feira, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, veio ao Estado e sobrevoou a região de Aquidauana, onde a cheia expulsou famílias de casa, destruiu pontes e estradas. Totalizando prejuízo de R$ 24 milhões.

O ministro anunciou repasse de R$ 5 milhões, apesar de somente o Estado apontar necessidade de R$ 110 milhões para recuperar vias e pontes.

“Não resolve nada”, diz Puccinelli sobre o auxílio financeiro da União.

Ele considera que foi uma decisão política. “O governo federal tem 300 bilhões de dólares de reserva. Há momentos em que a decisão política é que atua”.

Os R$ 5 milhões serão utilizados na reconstrução de estradas para escoar o restante da safra. “Há necessidade de mais dinheiro”, salienta o governador.

O Estado também amarga perdas na safra de soja e com o retardo no plantio do milho. O prejuízo supera R$ 1 bilhão. O governador espera que o Conselho Monetário Nacional autorize renegociação das dívidas dos produtores. “Temos quase 3 mil desalojados. Foi a maior enchente de todos os tempos”.



Se a nossa situação para ficar ruim, teria que melhorar bastante, como é que vai ficar agora?
 
Valter Antunes Oliveira em 14/03/2011 12:15:17
Os R$ 5 milhões serão utilizados na reconstrução de estradas para escoar o restante da safra. “porque não usa na emergencia do cidadão que está desabrigado?
apesar que é obrigação do estado mesmo ajudar a todos, usa os fundos que tem pra arrumar as estrada.

 
alziro junior em 14/03/2011 10:20:31
Engraçado que a Presidenta Dilma prometeu ajuda ao Japão, porém não temos recursos sequer para consertar nosso próprio país. Alguém explica?
 
Gisele Sena Bertolazo em 14/03/2011 10:02:23
Porque o governo não fala em cortes nos salários de deputados, esses sim precisa de um profundo corte em seu salário e seus benefícios, quando é para ajudar o povo, o que não é mais que sua obrigação, nunca têm verba para isso, mas quando o assunto é aumentar o salário de seus parlamentares, políticos em geral, eles encontram sempre verbas, não é engraçado.
 
solange aparecida gaite em 14/03/2011 01:32:38
Tinha demorado. A corda sempre arrebenta do lado mais fraco mesmo.
Tive uma idéia: que tal os ilustres deputados estaduais, a bancada federal doar um mês do salário deles?
Éééééé... um mês pra ajudar seus ilustres eleitores que agora ficam a Deus-dará precisando de pão e teto.
Essa atitude de investir nas estradas e não pra socorrer os flagelados me lembrou uma piada:
"O homem tinha ido a vários médicos para tratar de uma doença degenerativa e rara mas sempre ouvia que não havia tratamento para se curar.
Um dia encontrou um médico que lhe disse que teria a cura, mas que o tratamento custaria 500 mil reais. Ele liga todo feliz pra esposa falando de como conseguiria se curar, mas logo dica desanimado. O médico lhe pergunta o que foi e ele responde:
- 500 mil? tá louco? Com esse dinheiro eu pretendo reformar a casa..."
 
Antônio Marcos Alencar em 14/03/2011 01:30:41
A melhor parte de tudo isso, Temos sim recursos p/ fazer rescontrução do estado em sua totalidade. com presidente Dilma em sua campanha eleitoral fez promeças impossiveis, sendo tao politiqueira tomando atitudes p/ agradar a estrageros esquecendo da real necessidades da povo brasileiro, claro q ja era esperado a nossa Grande Presiente Como Mulher Negar Auxilio a nosso povo sul-matogrossense, sempre somos esquecidos, lembrado por alguns, e chutado por outros...

temos tambem q ver nosso governador, e irritado como garanto que ele deve estar com esta cituação, ira fazer o impossivel p/ adiquirir recurs federal para rescontruirmos o estado, vemos hj que estamos no rumo certo, para o tal esperado desenvolvimento que vemos em placas pelo estado, mesmo sendo esquecidos temos grandessas e tornamos fortes com isso, isso nao é bajulação e conhecer nossa historia, que ainda necessita e mudanças, e melhorias, sei q agora é necessario retirar a safra do estado para melhor adquirimos recurso para recontrução onde a Federação nos esqueceu...

Ainda acredito em Nosso Governador...
 
Ary Ferreira Motti em 14/03/2011 01:26:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions