A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/08/2013 09:36

Com projeto quase aprovado, Feirona promove último "Comilão de Sobá"

Leonardo Rocha
Competição poderá ser proibida em função de projeto de lei na Assembleia (Foto: Divulgação)Competição poderá ser proibida em função de projeto de lei na Assembleia (Foto: Divulgação)

A Feira Central e Cultural de Campo Grande deve realizar a ultima edição do “Comilão de Sobá” neste domingo, durante o Festival do Sobá. O projeto de lei, do deputado estadual Pedro Kemp (PT), que já foi aprovado em primeira e deve ir a segunda votação na Assembleia neste ano, proibe a realização de competições que promovam a ingestão de alimentos e bebidas em Mato Grosso do Sul.

O projeto surgiu após a morte de Luana Priscyla Fernandes, 21anos, que faleceu depois de participar de uma competição de tereré no dia 29 de abril, promovida pela Rádio Blink. Para que a proposta se torne lei deve ser aprovada em segunda votação na Assembleia e depois ser sancionada pelo governador André Puccinelli (PMDB) ou promulgada pelo presidente do legislativo, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB). 

“Até agora não recebi nenhum ofício ou comunicado pedindo que a atração fosse cancelada, por isso iremos realizar normalmente”, destacou Alvira Soares Mello, presidente da Associação da Feira Central.

Segundo ela, caso o deputado ou qualquer outra pessoa queira conferir a competição é só comparecer no próximo domingo e conferir as regras e propostas do torneio. “Estão todos convidados, também se quiserem discutir como funciona estou à disposição”, ressaltou Alvira.

A assessoria de Kemp ponderou que mandou um ofício pedindo o cancelamento da competição, porém acredita que o documento tenha sido “extraviado”. Kemp mencionou que a atração poderá trazer conseqüências “desagradáveis” tanto para o ponto cultural como a população da cidade. “Já Tivemos incidentes anteriores que nos deixaram exemplos, temos que aprender e não cometer os mesmos erros”, ressaltou ele.

Torneio – Segundo a presidente da “Feirona”, a competição não oferece perigo à saúde, pois é realizada durante um período curto. Ela ressaltou que cada competidor tem cinco minutos para ingerir “sobá” e quem comer mais vence o torneio. “Não há um tempo extenso, cada concorrente tem dois jurados para avaliar, além disso, limitamos a competição a 40 pessoas”, descreveu ela.

Alvira argumenta que a competição é feita desde 2006 e que sempre é detalhada as regras para que não aconteça incidentes com os competidores. “É um evento cultural que não tem fins lucrativos e está disponível para população, acredito que estas leis devem ser para construir e não coibir os eventos”, ponderou.

Caso seja aprovado, o projeto prevê punição para o responsável do evento, que pode ser multado em R$ 53,1 mil. A proposta deve retornar ao plenário para que seja feita em segunda votação e depois enviada ao executivo.

Após morte em roda de tereré, Kemp quer proibir competições em MS
Após a morte de Luana Priscyla Fernandes Soares, de 21 anos, após passar mal em uma roda de tereré no dia 29 de abril deste ano, o deputado estadual ...
Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...


COM TANTOS PROBLEMAS MAIS SÉRIOS PARA RESOLVER COMO SAÚDE SEGURANÇA E OUTROS TANTOS, VAI SE MANIFESTAR CONTRA UM FESTIVAL DE SOBA.......TENHA PACIÊNCIA SEU DEPUTADO.TRABALHO EFETIVO É O QUE NECESSITAMOS COM URGÊNCIA.
 
AGLAIZ DE OLIVEIRA LEITE em 08/08/2013 19:01:40
O cumulo é ver pessoas mal informadas atacando um deputado com tamanha trajetória baseado em apenas um projeto de lei. antes de criticarem, deveriam dar uma olhada nas dezenas de projetos apresentados pelo kemp.

e se acham inútil, então vai e protesta. não é a primeira noticia veiculada sobre o projeto e alguém foi protestar na assembleia sobre isso?
 
Maria Souza em 08/08/2013 17:12:17
E muito triste, e revoltante que o legislativo, fique o tempo todo querendo se meter em decisões que so cabem a cada um de nós. Se não poderemos mais beber e comer o que quiser fica difícil viver assim. Tem tantos assuntos que deveriam ser observados pelo legislativo apra ser pauta de discussão. Agora me falam de sobá, Tereré. Realmente dá pra perceber que nossos representantesnão estão nem um pouco preocupados com a população, Só querem sombra e agua fresca. E uma vergonha....................
 
Maria Fernando Esperança em 08/08/2013 14:38:57
....esse deputado estadual Pedro Kemp (PT) ... não tem o que fazer???????
 
Ester Menacho em 08/08/2013 14:18:59
Não vejo porque proibir. Ninguém é obrigado a competir. Vai quem quer, compete quem acha que deve. Que tal um projeto mais produtivo pra variar?
 
Adriano Magalhães em 08/08/2013 13:24:26
Por que não criar uma lei proibindo os postos e hospitais de ficarem sem médicos ou ambulâncias???

Crianças sem escola ou creche??

Bairros sem asfalto???

Boa idéia não!!!
 
Emerson Silva em 08/08/2013 12:56:31
Só isso que sabem fazer esses políticos, "leizinhas" que nada melhora a nossa cidade.
Vai se preocupar com a saúde que esta um caos, segurança publica, bairros abandonados sem iluminação e asfalto, ruas esburacadas e tantos outros que nossa cidade carece Sr. Deputado Estadual Pedro Kemp.
Acha que com isso vai ganhar a admiração do povo? Esta enganado!
 
Luiz Fernando da Silva Augusto em 08/08/2013 12:22:15
O Ex Presidente Figueiredo disse "o povo brasileiro sentirá saudades do meu governo", rsrsrsrsrs, como era bom aquela época que você podia falar tudo menos do Presidente, não tinha sem terra, sem teto, bolsa família, invasão etc......., agora tudo é proibido, o povo muda ao lado do presídio, povoa tudo e não pode cortar o sinal de celular dos presos porque atinge os moradores, mudam ao lado do parque de exposições e não se pode mais ter show, agora vai numa festa e alcool teor zero, andar armado não pode, mas para o bandido e o bebado tanto faz ele andaa armado e bebado, porque se for pego vai prá cadeia mesmo e nós que não queremos problema vamos nos acostumando.
Abraços.
 
Juracy Ribeiro em 08/08/2013 12:20:07
quantos dos que aqui reclamam já bateram no gabinete de um deputado para propor projeto de lei? uma vez que os parlamentares são representantes da população. é facil reclamar na internet. quero ver sair da frente do computador e fazer alguma coisa pra essa reclamação converter em beneficio a sociedade.
 
José medeiros em 08/08/2013 12:12:59
Olha esse "politico" querendo aparecer. Esses deveriam aparecer fazendo coisas boas para a população como um transito melhor e mais segura em CG , melhores hospitais , postos de saúde , melhores escolas , professores melhores remunerados , nossos estudantes com segurança , sem drogas e sem excesso de bebidas alcoólicas. Fazer o que ele nos prometeu e não ficar "inventando" essas babaquices. Um fato tem que ser levado em conta que , quem entra em uma "idiotice" dessa ( comer e beber até passar mal ) tem que ser único e inteiramente responsável.
 
Gildo Cordeiro em 08/08/2013 11:43:14
de longe essa é a lei mais idiota que já surgiu por aqui, daqui uns dias vão impor toque de recolher para quem trabalha em campo Grande...uma vergonha esse legislativo.
 
andre Luiz em 08/08/2013 11:40:15
Muito bom comentário do Alex André de Souza, dizem que vivemos em uma democracia,
mas ja prestam atenção que tudo é proibido, vc não pode fazer o que gosta, veja bem
beber ate 00 hs, fumar tb nao pode,ouvir musica tb não agora querem proibir ate de comer e tomar tereré???. Tem politico q passa 2, 3 anos e não apresenta nenhum projeto, ai acontece uma fatalidade, pronto vamos proibir. L
lembro-me de um antigo ditado popular."PRA BURRO BRAVO NÃO DAR COICE É SÓ CORTAR AS PATAS DELE""

E VIVA A IGNORÂNCIA.
 
CLAUDIO ALONSO em 08/08/2013 11:15:42
Vai fazer lei que melhore o atendimento nos postos, que melhore o transporte publico e a segurança!
Leis que melhorem os salários dos professores e consequentemente a educação!
Ou seja vai trabalhar e honrar seu salario!
 
ygor bueno em 08/08/2013 11:08:03
Meu Deus do céu estamos fadados a sermos o estado mais atrasado do país mesmo, que ignorância proibir competições de ingestão de alimentos em todo o estado pelo fato de termos a infelicidade de uma menina que provavelmente já tinha algum problema, falecendo em uma competição de tereré, alias o deputado Pedro Kemp poderia apresentar um projeto proibindo tomar tereré no estado, afinal o modo como é feita a roda facilita muito a proliferação de doenças transmitidas pela bomba no ato que se passa de uma boca para a outra, vamos matar nosso estado de uma vez, acabar com a nossa identidade, o sobá e o tereré é a única identidade de nosso estado, competições só ajudam a nos deixar mais conhecidos e por sua vez aumenta o turismo, que gera emprego, enfim, que estupidez....
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 08/08/2013 10:32:48
que mania que os legisladores tem de querer tomar conta da vida dos outros no que diz respeito a assuntos pessoais. Se alguem quer tomar terere até virar os olhos ou comer sobá até sair pelos ouvidos, o que o legislativo tem a ver com isso. Infelizmente uma pessoa morreu tomando terere demais, mas quantas morrem por falta de hospitais ou ambulancias ou médicos?????
Legisladores vão procurar coisas importantes para fazer e parem de gastar meu dinheiro com besteiras.
 
Alex André de Souza em 08/08/2013 09:59:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions