A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

26/04/2016 07:56

Comissão do impeachment no Senado elege presidente e relator nesta terça-feira

A previsão é que a votação em plenário ocorra em 11 de maio

Mayara Bueno
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). (Foto: Agência Senado)Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). (Foto: Agência Senado)

Acontece nesta terça-feira (26), às 9 horas de Mato Grosso do Sul, a primeira reunião da comissão especial de impeachment no Senado. Na ocasião, serão eleitos presidente e relator do colegiado formado oficialmente na segunda-feira (25). O grupo conta com 21 senadores, dos quais dois são de Mato Grosso do Sul.

Segundo a Agência Senado, coube ao senador mais velho da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), convocar a primeira reunião. Lira deverá ser confirmado na condução dos trabalhos, uma vez que, por ser o partido de maior bancada na Casa, ficou para o PMDB a indicação do presidente do colegiado. O nome do senador da Paraíba foi aceito por consenso.

No entanto, para a vaga de relator não há acordo e o escolhido precisará passar por eleição. Pela proporcionalidade de bancadas, a relatoria caberia ao Bloco Parlamentar da Oposição (PSDB-DEM-PV). O nome indicado foi o do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG).

Os senadores governistas, entretanto, discordaram da indicação. Duas questões de ordem foram apresentadas em Plenário alegando a suspeição de Anastasia para exercício da função. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) argumentou que Anastasia já teria proferido em ocasião anterior a “clara antecipação de juízo de valor sobre a culpa” da presidente Dilma.

Já a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) ponderou que o senador tucano poderia ser considerado autor do pedido de impeachment, uma vez que um dos responsáveis pela denúncia é o advogado Flavio Henrique Costa Pereira, coordenador jurídico nacional do PSDB.

A votação do processo pelos senadores deve ocorrer em 11 de maio. Se a maioria disser sim, a presidente Dilma Rousseff (PT), será afastada por 180 dias e o vice Michel Temer (PMDB) assume.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions