A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/03/2013 07:45

Comissão organiza audiência pública para sanar pichações na Capital

Jéssica Benitez
Orla Morena é alvo constante de pichadores (Foto: Marcos Ermínio)Orla Morena é alvo constante de pichadores (Foto: Marcos Ermínio)

A Comissão Permanente de Meio Ambiente realiza no próximo dia 3, na Câmara Municipal de Campo Grande, audiência pública às 19h para tratar sobre as inúmeras pichações espalhadas pela Capital. O problema se tornou recorrente na cidade e, por isso, o evento deve abranger diferentes segmentos como educação, segurança, direitos humanos e ONG’s (Organizações Não Governamentais), objetivando encontrar solução para o problema de forma coletiva e hamônica.

A comissão, presidida pelo vereador Eduardo Romero (PTdoB), instalou espécie de pesquisa de campo e foi às ruas para verificar o crescente número de patrimônios públicos e particulares com pichações na Capital. Segundo o líder da pasta, um grupo de artistas plásticos e grafiteiros já garantiram parcerias numa campanha educativa primando pela arte.

Inaugurada há menos de três anos, a Orla Morena, um dos cartões postais campo-grandenses, é um exemplo de pontos que sofrem com as constantes pichações. Algumas partes do espaço já foram pintadas, porém, os pichadores não se intimidaram e tornaram a pichar o local. Prédios antigos, lojas, escolas e praças também ilustram a vasta lista de lugares depredados pelo mau uso da tinta spray.

“Nesta audiência pública podem surgir sugestões para acabar com este tipo de depredação. Também existe a possibilidade de entendermos por que está acontecendo isto. É somente demarcação de território de grupos ou as pessoas estão sem espaço para demonstrar suas criações?”, pondera Romero.

O intuito em reunir líderes de vários segmentos é relacioná-los com o tema tratado, seja para orientar a área educacional e cultural ou alertar o poder de política e punição aos casos de pichação. Além disso, destacar a prática como arte, no caso o grafite. “Mais do que expor um problema, vamos mostrar a opção do grafite como arte que pode conquistar os pichadores. Além disso, vai ser orientado sobre as leis que condenam a prática”, finalizou. Hoje pela manhã, o vereador vai à feira do Bairro Universitário II divulgar a audiência pública sobre o tema.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions