A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

20/07/2017 09:01

Comissão quer nomeação de todos os aprovados em concurso em agosto

Direção da Assembleia já anunciou que vai chamar metade dos aprovados, o restante irá ficar para começo de 2018

Leonardo Rocha
Aprovados realizaram uma mobilização sobre o tema, no final de junho na Assembleia (Foto: Leonardo Rocha)Aprovados realizaram uma mobilização sobre o tema, no final de junho na Assembleia (Foto: Leonardo Rocha)

A comissão dos aprovados no primeiro concurso da Assembleia, quer que todos os 80 candidatos que passaram dentro das vagas abertas, sejam chamados no começo de agosto, quando serão feitas as primeiras nomeações. Eles entendem que não seria necessário esperar até o 2018, para que o restante ocupe as devidas funções.

O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), anunciou no último dia 12 (julho), que a 1°chamada será no dia 2 de agosto, tendo a nomeação de 40 aprovados, ou seja metade do previsto nas vagas, adiantando que o restante será chamado em fevereiro de 2018, quando reinicia os trabalhos legislativos, no ano que vem.

"Achei um absurdo, porque as vagas que iremos preencher já foram criadas, se trata do primeiro concurso da Assembleia, então os 80 aprovados deveriam ser chamados de imediato, mas foi decidido pelo mínimo possível", disse Celso Urbieta, aprovado ao cargo de consultor legislativo, que faz parte da comissão.

Urbieta defende inclusive que seja chamado aprovados acima das vagas abertas, para que haja uma divisão mais igualitária entre os concursados e servidores comissionados. "Precisa existir esta troca, até porque existe muitos desvios de função, com comissionados exercendo atividades que não estão previstas na legislação".

A estudante Camila Bori, que passou ao cargo de assistente legislativo, também lamentou a decisão de se chamar a metade dos aprovados. "Sabemos que eles estão dentro do prazo, mas entendemos até por se tratar do primeiro concurso, poderia se chamar todos (aprovados) de uma só vez, sem um grupo esperar até o ano que vem".

Oportunidade - Mesma posição de Caroline Farias, que também passou para assistente legislativo. "Seria um bom momento para começar a colocar os concursados em cargos específicos, que hoje estão comissionados, entendo que existe uma resistência, teriam que chamar os 80 (aprovados) e ir até além das vagas".

O grupo chegou a fazer uma manifestação na Assembleia, no final de junho, requisitando justamente a chamada imediata de todos os aprovados, assim como análise sobre desvio de função e o número de comissionados na Assembleia.

Planejamento - Mochi explicou que vai chamar 40 aprovados em agosto e depois o restante no começo de 2018, porque durante este período será aberto a 2° edição do PAI (Programa de Aposentadoria Incentivada), onde além de abrir novas vagas, será pago durante 8 meses, um incentivo em caráter de indenização.

Ele alega que a folha salarial ficará comprometida durante este tempo, sendo liberada no começo do ano que vem, justamente quando será chamado o restante dos aprovados. O 1° secretário da Assembleia, Zé Teixeira (DEM), adiantou que os primeiros nomeados serão os vigilantes, seguido por engenheiros e arquitetos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions