A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/09/2015 13:00

Comissão realiza reunião com setor produtivo para discutir ajustes fiscais

Leonardo Rocha
Comissão da Assembleia vai realizar reunião sobre ajustes, com a participação de setor produtivo (Foto:  Victor Chileno)Comissão da Assembleia vai realizar reunião sobre ajustes, com a participação de setor produtivo (Foto: Victor Chileno)

A Comissão de Turismo, Indústria e Comércio vai realizar uma reunião na próxima quarta-feira (3), a partir das 15h, na Assembleia Legislativa, com o objetivo de discutir o pacote de ajustes fiscais enviado pelo governo estadual, para equilibrar as contas de 2016. O evento terá a participação de representantes do setor produtivo do Estado.

De acordo com o presidente da comissão, o deputado Paulo Corrêa (PR), a intenção deste evento é discutir como estes aumentos de impostos podem interferir nas finanças da população e do setor produtivo.

“Na atual situação econômica, aumentar impostos é no mínimo preocupante. Debater os projetos de ajuste fiscal com as Federações do Comércio, Agricultura e Pecuária, indústrias e associações empresariais é uma forma de encontrar uma proposta intermediária, que contemple o governo e a população”, ponderou o parlamentar.

O governo estadual espera ampliar em até R$ 296 milhões a receita do Estado, com este ajuste fiscal, já que segundo a previsão do executivo, haverá um déficit de R$ 650 milhões em 2016, com baixo crescimento do Estado.

O aumento das alíquotas de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos produtos supérfluos, como refrigerantes, bebidas alcoólicas, cosméticos e fumo, tem um certo apoio e compreensão dos parlamentares, mas mudanças no IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos) e ITCD ( Imposto Sobre a Transmissão Causa Mortis) geraram divergências.

No primeiro caso se amplia de 15 para 20 anos os carros que serão isentos de IPVA e no segundo, se aumenta a alíquota dos imóveis de acordo com o valor, tendo uma faixa de isenção em propriedades de até 30 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions