ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  06    CAMPO GRANDE 25º

Política

Corrêa assume governo e vai alertar prefeitos sobre “fura-fila” da vacina

O discurso foi de quem veio para trabalhar: "Estou substituindo o governador e tenho consciência que é passageiro"

Por Aline dos Santos | 26/01/2021 13:00
Deputado Paulo Corrêa vai comandar o governo de MS até o próximo dia 30. (Foto: Henrique Kawaminami)
Deputado Paulo Corrêa vai comandar o governo de MS até o próximo dia 30. (Foto: Henrique Kawaminami)

Empossado governador de hoje até o próximo sábado (dia 30), Paulo Corrêa (PSDB), que se licenciou da presidência da Assembleia Legislativa, afirma que fará uma gestão sem intercorrências e estreia no comando de Mato Grosso do Sul preocupado em alertar aos prefeitos sobre a transparência na vacinação contra a covid-19.

“A população quer saber. Esse assunto de fura-fila não é legal. Na próxima sexta-feira tem eleição na Assomasul [Associação dos Municípios de MS] e vamos nos empenhar para que os prefeitos também entendam que é responsabilidade deles não deixar acontecer alguns fatos que podem ser questionáveis. Que essa transparência seja de imunizar quem está efetivamente na fila e essa fila seja respeitada”, afirma Corrêa.

A exemplo de outros Estados, Mato Grosso do Sul também registra denúncias de “fura-fila” da campanha de vacinação lançada desde 18 de janeiro. Ou seja, aplicação do imunizante em pessoas que não são dos grupos prioritários.

Com o avanço da segunda onda no Estado, o titular da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Geraldo Resende, já sugeriu a suspensão do ponto facultativo do Carnaval, nos dias 15 e 16 de fevereiro.

Vamos estudar todos esses pontos na parte da tarde, na reunião com o secretário de Saúde”, afirma o governador em exercício.

Amanhã, Paulo Corrêa cumpre agenda no interior do Estado. A partir das 8h, visita as obras do hospital regional de Três Lagoas. Na sequência, vai a Chapadão do Sul e Bonito.

“É uma agenda governamental, que estava prevista e será cumprida. Mas na quinta e sexta-feira estarei aqui na Governadoria à disposição”.

Corrêa (na cabeceira da mesa) cumpre agenda amanhã em Três Lagoas, Chapadão do Sul e Bonito. (Foto: Henrique Kawaminami)
Corrêa (na cabeceira da mesa) cumpre agenda amanhã em Três Lagoas, Chapadão do Sul e Bonito. (Foto: Henrique Kawaminami)

No poder - Paulo Côrrea assumiu o governo em cerimônia rápida e com 50 pessoas na Governadoria, no Parque dos Poderes. Na cabeceira da mesa, o governador em exercício foi ladeado por Eduardo Riedel, o titular da Secretaria de Governo, e pelo presidente do TJMS (Tribunal de Justiça), Carlos Eduardo Contar.

O discurso foi de quem veio para trabalhar. “Estou substituindo o governador Reinaldo Azambuja e tenho consciência que é passageiro”, afirma. No posto de Azambuja, reproduziu uma brincadeira do titular, lembrando que o secretário Jaime Verruck é o maior secretário do governo.

Com 1m96, Verruck afirma que Azambuja lhe entregou o comando de uma superpasta, a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Família), e comenta que é proporcional à sua altura.

O substituto imediato de Azambuja é o vice Murilo Zauith (DEM), que está com covid-19 e cumpre quarentena em casa. O vice assume o Estado do dia 31 de janeiro a 3 de fevereiro, quando Reinaldo retorna de período de férias.

Paulo Corrêa é o terceiro deputado a assumir o Governo. Antes, Londres Machado e Jerson Domingos já estiveram no comando do Poder Executivo.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário