A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

13/09/2013 10:44

CPI da Saúde convoca diretor da Telemídia e presidente do conselho estadual

Leonardo Rocha
Mazina afirma que Bernal  não colocou em prática sistema de informação (Foto: João Garrigó)Mazina afirma que Bernal não colocou em prática sistema de informação (Foto: João Garrigó)

A CPI da Saúde da Assembleia convocou o diretor-presidente do Consórcio Telemídia, Naim Alfredo Beydoun, e o presidente do conselho estadual de saúde, Alexandre Correa Bueno, para prestarem esclarecimento na próxima segunda-feira, às 14h, na Assembleia Legislativa.

Os deputados querem esclarecer da Telemídia porque não foi implantado na prefeitura de Campo Grande o Sistema Gisa, que foi contratado pelo executivo por quase R$ 10 milhões e até hoje não funciona. Esta ferramenta tinha como objetivo agendar as consultas nas unidades de saúde por telefone e previa que até prontuário eletrônico, propiciando que o médico pudesse visualizar a disponibilidade dos remédios na farmácia do posto mais próximo.

O ex-secretário de saúde, Leandro Mazina, foi muito questionado pelos deputados em relação ao não funcionamento do sistema. Ele afirmou que este só não está ativo por conta do prefeito Alcides Bernal. “Iremos esclarecer estas dúvidas com o diretor da Telemídia, que era responsável por esta questão”, destacou o presidente da CPI, o deputado estadual Amarildo Cruz (PT).

Conselho – A comissão também vai questionar o presidente do conselho estadual sobre a atuação da entidade nas decisões voltadas a saúde nos últimos anos, além de saber como funciona o acompanhamento e fiscalização sobre os recursos do SUS (Sistema Único de Saúde). “Queremos saber se o conselho está cumprindo com suas atribuições e até onde puderam atuar”, afirmou Amarildo.

Depoimentos – Um dos motivos alegados para a prorrogação do prazo da CPI, que deveria ser encerrada no dia 23 de setembro e foi estendida por mais trinta dias, foi à convocação de novos depoimentos para a formulação do relatório final. Os deputados já visitaram todas as cidades do interior do Estado e fizeram visitas “surpresas” em unidades de saúde da Capital e no Hospital Regional.

De acordo com o vice-presidente da CPI, o deputado estadual Lauro Davi (PSB), a comissão não tem elementos suficientes em relação à situação da saúde em Campo Grande, já que no interior já foi feito um diagnóstico satisfatório. Entre os possíveis convocados nesta reta final está o deputado federal e ex-secretário de saúde, Luis Henrique Mandetta (DEM) e uma reconvocação da ex-secretária estadual de saúde, Beatriz Dobashi.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions