A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/02/2010 12:51

De olho na Assembleia, Câmara deve reduzir ritmo em 2010

Redação

Com ao menos sete pré-candidatos, a Câmara Municipal de Campo Grande retomou das férias com a promessa de "trabalho a todo vapor". Contudo, a mistura de campanha política e mandato devem resultar na redução de ritmo em 2010. Afinal, o sonho de ascender a uma vaga na Assembléia Legislativa, deverá deixar os interesses do município em segundo plano.

"Não vamos diminuir a aprovação de projetos. A Câmara vai trabalhar a todo vapor", afirma o presidente da Casa de Leis, vereador Paulo Siufi (PMDB). Segundo ele, os vereadores Marcelo Bluma (PV), Paulo Pedra (PDT), Thaís Helena (PT), Cabo Almi (PT), Lídio Lopes (PP), Alcides Bernal (PP) e Cristóvão Silveira (PSDB) já manifestaram a intenção de disputar as eleições.

"Tem também os vereadores parentes de candidatos: a Grazielle Machado, a Magalli Picarelli e a Rose". Grazielle (PR) é filha do deputado estadual Londres Machado (PR), Magali (PMDB) é esposa do deputado estadual Maurício Picarelli (PMDB), e a Professora Rose (PSDB) é irmã do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB).

De acordo com Siufi, o número de sessões não sofrerá reduções, sendo mantidas todas as terças, quartas e quintas-feiras. Contudo, Paulo Pedra (PDT), único a concorrer à Câmara Federal, já tinha como certo a redução nos dias de trabalho dos parlamentares, a exemplo do que aconteceu em eleições passadas. "Vai manter duas sessões e o resto é campanha".

Para os candidatos, o ideal seria "enfocar" a quinta-feira, o que daria intervalo de quatro dias até a próxima sessão.

Adepto à renovação da Assembleia, o pré-candidato a deputado estadual Marcelo Bluma acredita que a campanha não afetará à Câmara. "Para nós é mais fácil porque a base eleitoral é aqui em Campo Grande", salienta.

Dinheiro, projetos e ônibus

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions