ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 21º

Política

De olho nas eleições, Carlos Alberto Assis deixa governo pensando em ser vice

Tucano diz estar a disposição do PSDB para ser candidato e acredita que legenda escolherá compor chapa com o PSD de Marquinhos

Por Anahi Zurutuza | 02/06/2020 17:36
Carlos Alberto Assis em entrevista durante evento na Assembleia (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Carlos Alberto Assis em entrevista durante evento na Assembleia (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Ex-secretário de Estado de Administração e até esta tarde em cargo na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), Carlos Alberto Assis pediu demissão nesta terça-feira (2). Ele deixará o governo com pretensão de ser candidato nas próximas eleições pelo PSDB.

Assis disse ter conversado com o governador, Reinaldo Azambuja, o presidente estadual do partido, Sérgio de Paula, o presidente municipal, vereador João César Mattogrosso, e principais lideranças tucanas, para coloca o nome à disposição da legenda para entrar na disputa eleitoral. “Como o prazo termina no dia 4, me antecipei e decidi já sair hoje. A exoneração será publicada amanhã”.

Tucano desde 2007, Assis também faz previsões. Diz que o partido está inclinado a compor a chapa do PSD de Marquinhos Trad, indicando o candidato a vice-prefeito. “Hoje eu vejo que tudo caminha para isso, mas isso quem tem de discutir é o diretório, o que é melhor. Vou seguir o que o diretório decidir. Candidatura própria ou vice do Marquinhos”.

Sobre ter de disputar internamente com outros nomes da legenda, como os deputados federais, Beto Pereira e Rose Modesto, no caso de uma decisão de disputar a cadeira atualmente ocupada por Marquinhos, Assis diz estar tranquilo. “Estou preparado, estou à disposição e vou tentar pela primeira vez. Nunca tive um voto, até o meu eu dei para os outros. Mas, todo filiado tem direito de pleitear isso. Se não der certo, volto a pedir emprego pro meu chefe [o governador]”.

Antes de ser levado para o PSDB pelo finado vereador Cristóvão Silveira e pelo agora conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Valdir Neves, Carlos Alberto Assis era do PMDB, hoje MDB. Fez campanhas para o ex-governador Wilson Barbosa Martins, André Puccinelli e Nelson Trad Filho.