A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

15/03/2014 18:23

Delcídio defende aliança formal com rival de Dilma

Lidiane Kober
Delcídio no meio da cúpula opositora ao governo da presidente Dilma Rousseff (Foto: Jéssica Barbosa) Delcídio no meio da cúpula opositora ao governo da presidente Dilma Rousseff (Foto: Jéssica Barbosa)

Em encontro da cúpula tucana em Ponta Porã, o senador Delcídio do Amaral (PT) defendeu, neste sábado (15), aliança com o PSDB, principal oponente ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

Segundo ele, na próxima segunda-feira (17), os petistas sul-mato-grossenses vão sentar para discutir a possibilidade de encaminhar aliança formal entre os partidos na disputa pela sucessão do governador André Puccinelli (PMDB), nas eleições de outubro.

Ainda no encontro dos tucanos, Delcídio adiantou que levará a proposta de coligação à presidente Dilma. “Aqui [no MS], o povo vê essa aliança absolutamente natural, porque representa a verdadeira mudança”, ponderou o senador.

Em caso de aliança, o petista seria o candidato a governador e apoiaria a candidatura ao Senado do deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). “Senador Reinaldo Azambuja, se Deus quiser, meu companheiro de chapa”, afirmou Delcídio.

No 5º Encontro Regional do Pensando Mato Grosso do Sul, o petista sentou ao lado do ex-prefeito Flávio Kayatt (PSDB), considerado pela juíza Liliana de Oliveira Monteiro culpado por prática de abuso de poder econômico e político nas eleições municipais de 2012.

Ainda no encontro, o presidente do DEM, deputado federal Luiz Henrique Mandetta, e o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) aproveitaram para manifestar que estarão ao lado de Reinaldo no próximo pleito para qualquer cargo que ele se candidatar. Coordenado pelo PSDB, o evento contou com lideranças do DEM, PT, PPS, PROS e prefeitos do PMDB.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions