A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

20/11/2015 21:20

Delcídio diz que Congresso avançou e deve concluir votação da repatriação

Flávio Paes
Delcididio fez balanço positivo das votações (Foto:Divulgação)Delcididio fez balanço positivo das votações (Foto:Divulgação)

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT/MS), faz um balanço positivo das atividades do Congresso Nacional nos últimos dias, quando foram mantidos os vetos da presidente Dilma Roussef a vários projetos que resultariam no aumento das despesas do governo federal, e aprovadas propostas que permitirão a continuidade de investimentos públicos necessários à retomada do crescimento econômico.

“Eu avalio que a semana passada nós terminamos bem e esta melhor ainda porque avançamos bastante, votando os vetos no Congressos, e aprovando matérias como o PLN 4 ( Projeto de Lei 4/2015) , que libera mais de R$ 1,5 bilhão de restos a pagar para estados e municípios . É claro que Mato Grosso do Sul e os nossos 79 prefeitos serão diretamente beneficiados porque vão receber recursos fundamentais para dar continuidade à obras que estão sendo financiadas pelo governo federal”, afirmou o senador.

Delcídio acredita que a tensão entre os partidos da base do governo e os da oposição tende a diminuir nas próximas semanas. “Tínhamos entrado numa situação de fazer disputa politica e quem estava perdendo com isso era o país e o povo. A oposição entendeu que não dá mais para continuar assim, ou seja, você pode fazer disputa política, que é saudável e essencial à democracia, mas não pode prejudicar o países muito menos a população.Estamos acertando uma agenda mínima e tenho conversado muito com o senador Aécio Neves e outras lideranças do PSDB. Acredito que vamos fechar o ano votando projetos importantes , como o Orçamento da União, a criação de mecanismo para ajuste do Orçamento e outras medidas de caráter econômico que vão ser fundamentais para a estabilidade e o crescimento do Brasil”, previu .

“Na terça-feira teremos outra reunião no Congresso Nacional e vamos votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem, além de apreciar também o Projeto de Lei 5/15, queestabeleceuma nova meta fiscal emfunção da fracaarrecadação daReceita Federal aolongo dos últimosmeses. A Comissão de Orçamento está caminhando bem e o nosso objetivo é, efetivamente, fechar o ano votando o Orçamento de 2016”, revelou.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions