A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

23/02/2015 15:11

Delcídio vai coordenar distribuição de cargos federais em MS, diz aliado

Os cargos mais disputados são superintendência do Dnit e do Incra

Juliene Katayama
Delcídio deve coordenar indicações de cargos federais no Estado (Foto: Stephanie Romcy)Delcídio deve coordenar indicações de cargos federais no Estado (Foto: Stephanie Romcy)

O deputado federal Daboberto Nogueira (PDT) disse que o senador Delcídio do Amaral (PT) vai coordenar a “distribuição” dos cargos federais no Estado. A bancada federal deve se reunir nesta semana para discutir a questão.

“O Delcídio que está coordenando isso. Acho que está demorando até demais (para definir as indicações dos cargos federais), mas Brasília só começa depois do Carnaval”, afirmou Dagoberto, deputado eleito na aliança do PT.

A reunião ficou para depois do Carnaval a pedido do governo federal e na tentativa de arrumar a base de apoio. “O governo pediu para aguardar até depois do Carnaval. Amanhã vamos iniciar a conversa com Vander (Loubet) e Dagoberto”, disse o deputado federal Zeca do PT.

O petista afirmou ainda que os cargos federais no Estado devem ser indicados pelos partidos que estão no comando dos ministérios. Por exemplo, o PT está no Ministério da Saúde então deve indicar o superintendente da Funasa (Fundação Nacional da Saúde). “Ministérios que tem ministro de um partido vai indicar os cargos regionais”, pontuou.

Neste ponto, Dagoberto vai ser um voto contrário. O PDT está no comando do Ministério do Trabalho e, além da pasta não satisfazer os anseios do aliado, os cargos regionais também não despertam interesse. “Não vale a pena ficar preso ao governo por coisa pequena e governo cobrar fidelidade. Ministério fraco politicamente”, ressaltou.

Dagoberto já adiantou que tem interesses em cargos federais no Estado, mas preferiu manter sigilo daquilo que vai defender. “Quero alguns cargos de outros órgãos de interesse. Não tenho interesse em cargos ligados ao Ministério do Trabalho”, finalizou.

Nesta terça-feira (24), os deputados federais Zeca, Vander Loubet (PT) e Dagoberto e o senador Delcídio devem se reunir para iniciar a discussão sobre as indicações dos cargos federais. Depois disso, a conversa vai ser aberta para os demais parlamentares sul-mato-grossenses que integram a base aliada do governo.

PT admite dividir cargos federais no Estado com PMDB
Os mais de 40 cargos federais em Mato Grosso do Sul devem ser partilhados entre os aliados do governo federal, incluindo o PMDB, que é adversário do ...
Planalto vai retirar cargos de cerca de 40 deputados que votaram contra Temer
O presidente Michel Temer deve começar a punir nas próximas semanas cerca de 40 deputados da base aliada que votaram a favor da denúncia apresentada ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions