A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/12/2010 15:18

Délia fará prestação de contas

Paulo Fernandes

Prefeita interina garante que entregará prefeitura com salários em dia

Prefeita interina Délia Razuk diz que prioridade é pagamento dos servidores (foto: João Garrigó) Prefeita interina Délia Razuk diz que prioridade é pagamento dos servidores (foto: João Garrigó)

Prefeita interina de Dourados, Délia Razuk, afirmou que irá entregar ao sucessor uma administração com a folha salarial em dia e que irá entregar um balanço das realizações e da situação da prefeitura assim que concluir o mandato interino, em março. Ela participou nesta quarta-feira, em Campo Grande, de assinatura de convênio de R$ 8 milhões para programa habitacional.

Apesar do caos, inclusive financeiro, em que Dourados estava na época em que o então prefeito Ari Artuzi foi preso, a Prefeitura conseguiu pagar o 13º salário no último dia 22. A folha salarial de Dourados é de aproximadamente R$ 13 milhões.

Délia Razuk afirma que o próximo salário será pago até o dia 5 de janeiro para os 7.000 servidores municipais. “É um mês pesado porque pagamos duas folhas, mas a nossa prioridade sempre foi o funcionário. Eles receberão em dia”, afirmou.

Segundo a prefeita interina, quando assumiu o comando da administração municipal as duas áreas com maior problema foram Saúde e Educação. Outro desafio, segundo ela, foi “desengavetar” emendas de deputados federais, que não eram concretizadas “por questões partidárias”.

A prefeita interina disse ainda que a cidade estava “esburacada” e foi preciso fazer licitação de emergência para resolver o problema. “Eu volto para a Câmara com a certeza de que quando estive no comando da prefeitura eu fiz o melhor”, afirmou. “O período foi de muito trabalho e problemas resolvidos e encaminhados”, acrescentou.

Délia não soube informar o endividamento da prefeitura, mas afirmou que ao concluir o seu mandato interino, irá informar todos os números sobre a administração, detalhando o que foi realizado nos cinco meses. Ela só prefere não chamar isso de prestação de contas. “Não será uma prestação de contas porque estou no cargo interinamente”, afirmou. A eleição extemporânea em Dourados será no dia 6 de fevereiro de 2011.

A vereadora queria permanecer no comando da administração municipal. Ela defendeu a candidatura própria do PMDB em Dourados, para ser candidata, mas o partido decidiu apoiar Murilo Zauith (DEM).

Nas entrevistas, a prefeita interina evita fazer críticas à decisão do PMDB. Apesar de visivelmente contrariada, ela diz que é “partidária” e que respeita o que foi decidido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions