A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/12/2015 16:09

Deputado propõe que rótulos de bebidas alcoólicas tenham fotos de acidentes

Michel Faustino
Deputado propõe que rótulos de bebidas alcoólicas tenham fotos de acidentes. (Imagem reprodução)Deputado propõe que rótulos de bebidas alcoólicas tenham fotos de acidentes. (Imagem reprodução)

Projeto de lei apresentado pelo deputado estadual Cabo Almi, do PT, durante à sessão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul desta terça-feira (01) prevê que bebidas alcoólicas comercializadas no Estado tenham afixadas nos rótulos imagens de acidentes de trânsito.

Pela proposta, as empresas que fabricam e comercializam bebidas alcoólicas em Mato Grosso do Sul serão obrigadas a incluírem nos rótulos fotografias de acidentes de veículos automotores registrados após a ingestão de bebidas alcoólicas por parte dos condutores.

Os rótulos deverão ser acompanhados da seguinte mensagem: “Se beber, não dirija”. O descumprimento da lei sujeitará o infrator à multa de 1 mil Uferms (Unidades Fiscais de Referência de Mato Grosso do Sul). O valor será duplicado em caso de reincidência. Para este mês de dezembro, cada Uferms equivale a R$ 22,24.

O deputado ressaltou que a proposta tem como objetivo conscientizar as pessoas dos malefícios da ingestão de bebidas alcoólicas, semelhante ao que já acontece com o cigarro.

“Nossa proposta é no sentido de orientar as pessoas para que, durante o prazer de ingerir bebidas, olhando as imagens, não coloquem a mão no volante para dirigir. Queremos despertar a conscientização e responsabilidade”, disse.

As estatísticas aponta que o fator alcoólico está presente em 70% dos casos de acidentes de trânsito com mortes, mesmo sem configurar embriaguez. O projeto de lei segue para apreciação da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) e comissões de mérito, antes da votação em plenário. Caso aprovada, a proposta entrará em vigor após 90 dias da publicação em Diário Oficial do Estado.

Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


CONCORDO QUE O ROTULO POSSA CRIAR UM IMPACTO DE INÍCIO, MAIS QUE AS PENAS SEJAM CUMPRIDAS POR AQUELES QUE MATAM AO VOLANTE, E QUE DEVE SERVIR DE ALERTA PARA OUTROS QUE BEBEM E QUEREM DIRIGIR, PORÉM TEM QUE SER TRATADO COMO UM CRIME DE TRÂNSITO E NÃO COMUM EM VAI FICAR PRESO COM PRESOS DE OUTRO CRIMES.A BEBIDA TAMBÉM É CASO DE SAÚDE.

CABO ALMIR COMO POLICIAL DE TRÂNSITO A MAIS DE VINTE ANOS AINDA NÃO TEMOS UMA DELEGACIA ESPECIALIZADA PARA TAL,DEVEMOS COBRAR DA PREFEITURA O ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO DE CONVENIÊNCIAS EM POSTOS DE GASOLINA QUE VIRAM VERDADEIROS LUGARES DE SHOW A NOITE, COM CONSENTIMENTO DOS PROPRIETÁRIOS, NESTES LUGARES ONDE SE ABASTECE O VEÍCULO E O CONDUTOR TAMBÉM. TEM QUE PROIBIR A PARTIR DAI,E NÃO VENDER BEBIDAS ALCOÓLICAS. ISSO É UMA POUCA VERGONHA PERMITIDA. ESTOU AQUI.
 
Luiz Carlos Santos Messias em 01/12/2015 21:09:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions