A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

30/10/2013 13:31

Deputado quer reunião com secretários para liberação de emendas

Leonardo Rocha
Deputado quer liberação de emendas pelo governo estadual (Foto: Divulgação)Deputado quer liberação de emendas pelo governo estadual (Foto: Divulgação)

O deputado Lauro Davi (PSB) foi hoje à tribuna da Assembleia pedir a convocação de uma reunião entre os deputados e os secretários estaduais para discutir a liberação da emendas parlamentares deste ano que até o momento não foram pagas pelo governo estadual.

“Temos emendas com aplicação em diversos setores e cidades que ainda não foram liberadas e recebemos reclamações já que firmamos compromisso”, destacou ele.

Davi destacou que as emendas poderão sofrer algumas alterações já que muitos pedidos foram feitos há um tempo e poderão ter mudanças nos preços das atividades ou aparelhos de saúde solicitados.

“O preço poderá estar maior ou a verba pedida antes não ser suficiente agora, espero que o governo tenha mais carinho com nossos pedidos”, adiantou.

O deputado estadual Osvane Ramos (PT do B) ainda argumentou que existe uma grande preocupação em relação as emenda para o ano que vem, já que vão incidir no calendário eleitoral. “Podem ser liberadas até junho por causa da eleição, se demorarem não tem previsão para sair”.

Resposta - O deputado Junior Mochi (PMDB), líder do governo na Assembleia, explicou que já conversou com o governador sobre o assunto e ele garantiu que a partir de novembro, começando pela saúde, as emendas serão executadas.

“Já está sendo planejada e não haverá problemas, cada deputado deve contribuir com 15 a 20 entidades, ou seja, 300 a 400 serão beneficiadas com as emendas”, argumentou.

As emendas parlamentares são voltadas apenas para as áreas da saúde, educação e assistência social. Cada deputado tem o valor de R$ 800 mil para indicar a instituições, entidades e municípios do Estado.

PMDB retoma processo para mudar nome e voltar a se chamar MDB
A direção do PMDB retomou um processo interno para mudar o nome da legenda para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), abandonando a denominação de ...
Reinaldo diz que corte de gastos do Governo Federal é preocupante
O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), admitiu, nesta quarta-feira, 16, preocupação sobre os reflexos do pacote de medidas do ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions