A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/04/2016 12:43

Deputados aprovam redução de imposto sobre repelentes em MS

Leonardo Rocha
Deputados aprovam matéria que visa reduzir o preço de repelentes em MS (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados aprovam matéria que visa reduzir o preço de repelentes em MS (Foto: Assessoria/ALMS)

Para contribuir ao combate e prevenção ao mosquito Aedes aegypti, os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto do deputado Ângelo Guerreiro (PSDB), que coloca os repelentes em produtos considerados medicamentos, além de prever a redução ou isenção de imposto sobre este item, para que possa ficar mais acessível a sociedade.

“Toda e qualquer ação visando ampliar as ações para combater o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, o Aedes aegypti, precisa ser ampliada através de um trabalho conjunto entre governo e sociedade”, disse o autor da proposta.

Guerreiro ponderou que como o produto estava elencado nos itens supérfluos, que tiveram ajuste fiscal no ano passado, a sua proposta tem a intenção de tirá-lo desta condição, com redução de imposto, justamente para ficar mais barato. "Quem tem condições compra o repelente, mas os mais carentes deixam de comprar pelo preço, nós queremos que ele fique acessível a todos".

Como é uma forma de prevenção contra a dengue, zika vírus e chikungunya, o tucano acredita que o governo estadual tende a sancionar e tornar lei estadual. "Sabemos que mexe com tributação do Estado, porém é o assunto importante para o país, além disto se trata de um investimento para saúde pública, pois poderá se gastar menos com tratamento".

Esporte - Os deputados também aprovaram o projeto que possibilitar que entidades esportivas, associações comunitárias, prefeituras e instituições que atendem este setor possam receber recursos diretamente do FIE-MS (Fundo de Investimentos Esportivos), sem precisar passar pelo Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul).

"Torna este repasse fica mais flexível, antes as entidades, associações e municípios não poderiam receber diretamente, agora vão poder. Foi uma demanda que o governo resolveu atender e agora vai ter a alteração na lei, recebendo do fundo específico do esporte", disse Rinaldo Modesto (PSDB), líder do Governo, na Assembleia Legislativa.

Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions