A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/06/2015 14:25

Deputados atrasam votação e motorista fica sem desconto para placas 1 e 2

Leonardo Rocha
Deputados vão votar  projeto semana que vem, o que pode prejudicar motoristas com licenciamento até o final de junho (Foto: Roberto Higa/ALMS) Deputados vão votar projeto semana que vem, o que pode prejudicar motoristas com licenciamento até o final de junho (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Os motoristas que precisam fazer licenciamento até junho (placas finais 1 e 2), que possuem veículos com mais de cinco anos de fabricação, podem ficar sem o desconto de 20% na taxa de vistoria veicular. A Assembleia Legislativa atrasou a votação e o projeto só deverá ser aprovado na próxima terça-feira, último dia do mês.

O governo enviou à Assembleia Legislativa, no dia 23 de abril deste ano, o projeto que prevê 20% de desconto na taxa de vistoria veicular, além de estabelecer a cobrança uma vez ao ano e fixar 10% desta arrecadação, para campanhas de conscientização no trânsito.

A proposta já foi aprovada em primeira votação, mas para seguir para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), deve passar por uma segunda análise na Casa de Leis.

Como ficou para semana que vem, os motoristas que precisam fazer licenciamento até o final de junho, terão que pagar o valor inteiro (R$ 106,35). Como a lei ainda não entrou em vigor, eles não ter direito ao desconto que equivale a R$ R$ 21,27.

O líder do Governo no legislativo, o deputado Rinaldo Modesto (PSDB), afirmou que tem a informação do Executivo que ninguém será prejudicado, mas não explicou como será feita esta ação administrativa. “Não haverá problema, vamos votar na semana que vem, e a população não terá prejuízo”, garantiu o parlamentar.

No início da semana, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) já havia declarado que não haveria uma nova prorrogação no prazo de licenciamento, já que o último estipulado atendia as necessidades e que ninguém seria prejudicado. “O tempo será suficiente”, pontuou o tucano.

O governo divulgou, na última segunda-feira (22), que recebeu um ofício do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) que autoriza a cobrança da vistoria veicular em Mato Grosso do Sul, até que seja feita a regulamentação em todo país pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito).



Façam os deputados pagar a diferença oras.....
 
Max em 25/06/2015 14:51:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions