A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

25/09/2018 12:00

Deputados defendem direito de voto para quem não fez biometria

Parlamentares admitem que faltando 12 dias para eleição, dificilmente Justiça Eleitoral vai abrir exceção

Leonardo Rocha
Deputados Paulo Siufi (MDB), Amarildo Cruz (PT) e George Takimoto (MDB), durante sessão (Foto: Luciana Nassar/ALMS)Deputados Paulo Siufi (MDB), Amarildo Cruz (PT) e George Takimoto (MDB), durante sessão (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Os deputados que vão disputar a eleição são favoráveis em permitir que os eleitores que não fizeram biometria, possam votar no pleito, apesar de estarem no momento com os títulos cancelados. Eles no entanto admitem que faltando menos de 15 dias, prejudica a atrapalha a Justiça Eleitoral para adequar esta situação.

Para os parlamentares, quanto mais eleitores participando do processo (eleitoral), melhor para democracia. Eles inclusive alegam que a “biometria” ainda é uma novidade e que poderia se abrir uma “última exceção” para aqueles que não fizeram o cadastro, sendo então obrigatório para os próximos pleitos, no entanto entendem que dificilmente esta situação será permitida.

“Poderia liberar desta vez, já existe tanta gente não querendo votar, então teríamos que incentivar a participação popular e não o contrário. O sistema de biometria ainda não foi absolvido pelos eleitores, seria apenas uma exceção”, disse George Takimoto (MDB), que entende que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) conseguiria se organizar nestas duas semanas.

Para Amarildo Cruz (PT) sempre é bom “garantir o voto” das pessoas, para contribuir com o processo, contudo reconhece que a discussão está “fora do tempo” ideal. “Faltando 12 dias para eleição, não sei se é viável na prática, já que tudo está organizado”.

Mara Caseiro (PSDB) lembra que se trata do 1° ano de exigência, por isso poderia abrir uma exceção. “Tem que levar em consideração que é uma novidade, mas sabemos que vai atrapalhar a justiça eleitoral an reta final de campanha, por isso acredito que vai ser negado”. Paulo Siufi (MDB) segue a mesma linha. “Por mim deixa todo mundo votar, mas acho que não passa”.

Ação – O PSB (Partido Socialista Brasileiro) ingressou no STF (Supremo Tribunal Federal), com pedido liminar, para que as pessoas que não compareceram ao cadastramento biométrico possam votar. Isto representaria mais 4 milhões que eleitores que perderam o título, sendo 61,5 mil apenas em Mato Grosso do Sul.

O partido esclarece que seu objetivo não é questionar a implantação da biometria pela Justiça Eleitoral, mas somente impedir que cidadãos sejam privados do exercício de direitos políticos, entre os quais está o direito ao voto. A questão será avaliada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso.



Não cumpriram com sua obrigação de recadastrar o titulo e agora querem o direito de votar? E como fica os milhares de eleitores que ficaram horas no SOL para realizarem o recadastramento? temos que acabar com essa coisa de deixar para ultima hora que depois prorroga o prazo. Se os nobres deputados estavam tão preocupados por que não fizeram campanha para que os eleitores se cadastrassem na época certa. chega de jeitinho.
 
Alex André de Souza em 25/09/2018 14:32:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions