A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

04/04/2019 11:36

Deputados esperam acordo com procuradores para mudar texto de emenda

Assembleia aguarda alternativa que será proposta pelo Colegiado de Procuradores

Tatiana Marin e Leonardo Rocha
Deputado Gerson Claro (PP). (Foto: Leonardo Rocha)Deputado Gerson Claro (PP). (Foto: Leonardo Rocha)

Deputados reconhecem que o texto da emenda que proíbe promotores de entrarem com ações civis ou inquéritos contra os poderes pode ser alterada. A Assembleia aguarda uma alternativa que será proposta pelo Colegiado de Procuradores, que se reuniu nesta quarta-feira (3) no MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul).

Nesta quinta-feira (4) o deputado Gerson Claro (PP), relator do projeto, afirmou que se houver acordo entre as partes, podem mudar o texto da emenda para satisfazer os dois lados, tanto MPMS quanto a Assembleia Legislativa.

O parlamentar adiantou que uma das alternativas que está sendo avaliada é a possibilidade de o procurador-geral Justiça Paulo Passo delegar prerrogativas de investigação, abertura de ações e inquéritos aos procuradores, sem que este poder chegue aos promotores. “Essa não é ainda a solução, mas é uma alternativa que está sendo pensada”, disse Claro.

Uma alteração que traga os dois lados para o meio do caminho também foi confirmada pelo deputado Rinaldo Modesto (PSDB) que disse aguardar posição dos procuradores e espera que haja consenso. “É importante passar para a população que em nenhum momento os deputados querem diminuir o combate à corrupção. É apenas a definição de quem vai investigar e propor os inquéritos”, destaca.

José Carlos Barbosa (DEM) também foi um dos que se mostraram favoráveis a um acordo. Para ele, a mudança no texto é possível para que os dois poderes sejam atendidos e assim cheguem a um consenso e acordo sobre o tema.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions