ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 25º

Política

Deputados irão recorrer novamente para tentar retorno de CPI

Leonardo Rocha | 25/06/2015 13:18
Paulo Corrêa diz que deputados irão recorrer até a última instância em busca do retorno da CPI (Foto: Roberto Higa/ALMS)
Paulo Corrêa diz que deputados irão recorrer até a última instância em busca do retorno da CPI (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Os deputados irão recorrer novamente da decisão do Tribunal de Justiça, onde os desembargadores acataram a posição do relator e mantiveram a suspensão da CPI da Enersul. Eles vão esperar a publicação do acórdão, para depois decidir que recurso irão impetrar no próprio TJ-MS (Tribunal de Justiça de MS), ou se pretendem encaminhar ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O presidente da CPI, o deputado Paulo Corrêa (PR), ressaltou que eles vão concorrer proque entendem que os parlamentares tem o dever de investigar esta situação, já que se trata de uma prerrogativa do legislativo fiscalizar e defender os interesses do consumidor.

“A CPI teve 17 assinaturas de apoio para sua criação, houve pagamento de bônus de R$ 113 milhões a funcionários e executivos da empresa, sem autorização do conselho, assim como pagamento de multa a Aneel, faz parte da defesa do consumidor, vamos recorrer até última instância”, disse o parlamentar.

O relator da CPI, o deputado Beto Pereira (PDT), ressaltou que é preciso esperar a publicação do acordão, para depois decidir que ação irão tomar. “Vamos conferir na íntegra o voto dos desembargadores, para decidir se entramos com outro recurso no TJ-MS, ou se partimos para o STJ”, disse ele.

O Órgão Especial do Tribunal de Jutsiça manteve o cancelamento da CPI da Enersul, após seguir o parecer do relator, o desembargador Dorival Pavan, que concedeu liminar paralisando os trabalhos após mandato de segurança da Energisa, empresa que assumiu a Enersul, desde 2014.

Nos siga no Google Notícias