A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Setembro de 2019

11/09/2019 11:09

Deputados pedem mesmo tratamento dado à Amazônia para o Pantanal

Parlamentares querem aporte de recursos federais e apoio estrutural para combater incêndios na região

Jones Mário e Leonardo Rocha
Deputado Neno Razuk pediu presença da Força Nacional no bioma (Foto: Leonardo Rocha)Deputado Neno Razuk pediu presença da Força Nacional no bioma (Foto: Leonardo Rocha)

O levante no número de queimadas na região do Pantanal Sul-mato-grossense motivou deputados estaduais a pedir mesmo tratamento dado a Amazônia pelo governo federal. Durante sessão desta quarta-feira (11), na Assembleia, parlamentares apelaram por mais recursos e apoio estrutural.

Para o deputado Neno Razuk (PTB), o Estado não reúne condições para fiscalizar e combater os incêndios florestais em todo o território, principalmente no Pantanal. O petebista pediu deslocamento da Força Nacional e verba federal para evitar “prejuízos maiores”.

Márcio Fernandes (MDB) solicitou reforço e “estrutura de grande porte” no combate ao fogo. O deputado revelou que, ao lado de outros colegas, vai levar a demanda ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com quem se reúne nos próximos dias.

Márcio Fernandes vai levar situação ao governador Reinaldo Azambuja (Foto: Leonardo Rocha)Márcio Fernandes vai levar situação ao governador Reinaldo Azambuja (Foto: Leonardo Rocha)

Já Carlos Alberto David (PSL) expôs que o presidente Jair Bolsonaro “não se furtará de dar o devido apoio, como já está dando na região da Amazônia”. O parlamentar lembrou que, quando comandou a PMA (Polícia Militar Ambiental), entre 2000 e 2002, o governo federal auxiliou em queimadas no Pantanal.

O deputado João Henrique Catan (PL) salientou que a União “tem fundos financeiros para usar em situações de emergência”. Ele ainda destacou que é necessário levar em conta a questão da soberania do Brasil sobre seus recursos naturais, em alusão às supostas interferências e interesses estrangeiros na floresta amazônica.

Números - Conforme dados de monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), foram registrados 1.332 focos de incêndios florestais no Pantanal nestes primeiros dez dias de setembro.

No acumulado do ano já são 4.449 pontos – superior ao total de queimadas registrados em cinco dos últimos dez anos (1.691 em 2018; 4.458 em 2015; 1.567 em 2014; 3.396 em 2013; e 3.532 em 2011).

Na Amazônia, os números mostram 7.457 focos de incêndios este mês e 54.282 no somatório de 2019.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions