ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 25º

Política

Deputados têm mais uma semana para apresentar emendas ao Orçamento

Deputados terão até dia 23 de novembro para apresentar emendas ao projeto que fixa receita e despesa para 2019

Por Leonardo Rocha | 16/11/2018 08:58
Deputados terão até semana que vem para entregar as emendas ao orçamento (Foto: Victor Chileno/ALMS)
Deputados terão até semana que vem para entregar as emendas ao orçamento (Foto: Victor Chileno/ALMS)

Os deputados estaduais terão até o dia 23 de novembro para apresentar as emendas ao projeto do Orçamento, que foi enviado pelo governo estadual. Este prazo foi fixado pela CCJR (Comissão de Constituição Justiça e Redação), que é a primeira comissão que analisa a proposta. Os parlamentares já estão articulando para que a data seja estendida.

O projeto do orçamento que fixa a receita e despesa para 2019, precisa ser votado até o final do ano, antes do recesso parlamentar. Normalmente, em acordo de lideranças, a proposta é avaliada de forma conjunta nas comissões, para ser votada seguida no plenário da Assembleia, podendo ser na mesma data, ou em dois dias seguidos.

Esta é a oportunidade dos deputados apresentarem emendas, que são indicações para obras, investimentos, compra de equipamentos e ou até mudança de receita de entidades e órgãos estaduais. O governo avalia os pedidos, para que as solicitações sejam incluídas no orçamento que vaio ser cumprido ano que vem.

O presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), o deputado José Carlos Barbosa (DEM), fixou o prazo de 23 de novembro, para que as comissões possam avaliar com calmas as emendas apresentadas pelos parlamentares. Desta forma o projeto entraria em pauta para votação a partir de dezembro.

Para o deputado João Grandão (PT), que é presidente da Comissão do Orçamento, os colegas precisam fazer uma avaliação “criteriosa” da peça orçamentária. “or mais que alguns não tenham sido reeleitos, todos têm a responsabilidade de analisar. Se for preciso vamos fazer amplas discussões”. Ele tinha sugerido em anos anteriores, discutir a matéria em subcomissões temáticas, mas esta opção não ocorreu na prática.

Adiamento – Antes do prazo terminar, o deputado Cabo Almi (PT) já solicitou que caso seja necessário, que se estenda o prazo de entrega (emendas), para dar tempo dos parlamentares conversar com suas bases eleitorais, para identificarem as principais demandas. “Vamos nos debruçar sobre o Orçamento”, finalizou.

O projeto enviado pelo governo prevê receita de R$ 15,048 bilhões para 2019, o que representa um crescimento de 3,6% da receita do Estado, em comparação com o ano anterior. A previsão é de crescimento no investimento de setores essenciais, como educação e segurança pública.

Para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) a situação econômica atual “requer a adoção de medidas de austeridade”, assim como monitoramento da arrecadação para evitar a sonegação e a inadimplência, bem como concentração de esforços para obter emendas ao Orçamento Geral da União.