A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

09/10/2013 12:00

Discussão entre vereadores expõe “emocional abalado” dentro da Câmara

Kleber Clajus
Vereadores trocaram farpas durante Sessão Comunitária no Bairro Campo Novo (Foto: Cleber Gellio)Vereadores trocaram farpas durante Sessão Comunitária no Bairro Campo Novo (Foto: Cleber Gellio)
Alceu Bueno teve que intervir no conflito entre Luiza e Chiquinho Telles (Foto: Cleber Gellio)Alceu Bueno teve que intervir no "conflito" entre Luiza e Chiquinho Telles (Foto: Cleber Gellio)

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB), reconheceu nesta quarta-feira (9), durante Sessão Comunitária no Bairro Campo Novo, que o conflito promovido pelo Executivo contra a Casa de Leis está “mexendo com o emocional” dos vereadores.

“Não temos mais saúde física e emocional para ficar brigando por conta de uma gestão ineficiente. Ninguém está aguentando mais”, disse Mario.

Durante sessão, ficou evidente as divergências entre base e oposição em uma discussão entre a vereadora Luiza Ribeiro (PPS) e Chiquinho Telles (PSD), em vista da gestão do prefeito Alcides Bernal (PP).

Mesmo Luiza reconhecendo que as gestões do PMDB contribuíram muito com Campo Grande, ela ressaltou que “mesmo André Puccinelli (PMDB) teve problemas em sua gestão e nem por isso pediram, a qualquer custo, seu impeachment”. Ela lembrou que “Bernal não teve tempo para fazer as licitações”, por isso teria aberto processos emergenciais para a contratação de serviços, questionados em relatório da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote. Luiza também cobrou “planejamento” do Executivo Estadual para a implantação de delegacias da mulher 24 horas.

“Estranho questionar o PMDB de planejamento quando o marido trabalha no Governo do Estado”, ironizou Telles ao lembrar que Luiza é casada com o presidente do Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Flavio da Costa Britto Neto.

A discussão continuou mesmo após os pronunciamentos. Sentados lado a lado, Luiza e Chiquinho só encerraram a discussão com a intervenção do vereador Alceu Bueno (PSL), ao sentar entre os dois.




Há estão estressado? Pega vasouras e pá e vão pra rua varer e ganhar pouco ou correr por mais de dez hs atras de um caminho de lixo, é um otimo remédio para estress.Bando de incompetente.
 
izabel pereira martins em 09/10/2013 17:12:39
Será que a gestão é ineficiente mesmo ou a oposição quer torná-la ineficiente quando limita as competências do gestor municipal? As armadilhas começaram com a aprovação da lei orçamentária para 2013, praticamente inviabilizando a governabilidade, e com isso outras consequencias. Para não ser injusto, compare! Faça um pequeno retrocesso para constatar as limitações e o tamanho da dor de cotovelo por perder o poder, estão inconformados com a derrota, vamos trabalhar gente!
 
Gabriela Nunes em 09/10/2013 14:03:15
Os vereadores foram eleitos para representar o povo, e o prefeito foi eleito democraticamente também pela voz do povo, qual é o problema? deixa o prefeito trabalhar, definir metas, projetos a serem aprovados, como por exemplo: Delegacia da Mulher, espaço físico da nova câmara municipal, e as dívidas deixadas pelo antigo prefeito, por que não abre CPI do aluguel da câmara? vamos trabalhar para Campo Grande, não para forças ocultas querem desmoralizar, e não admitem derrotas...
 
elidio vicente pereira filho em 09/10/2013 12:50:40
o Mario Cesar esta se achando, foi absolvido por falta de provas, mas será!!!! e melhor ficar quieto. Ele próprio viu que o feitiço pode virar contra o feiticeiro.
 
Maristania Vieira em 09/10/2013 12:39:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions