A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/07/2012 17:49

Dos eleitores de MS, mais de 1/3 não concluíram nem ensino fundamental

Fabiano Arruda

De 1,7 milhão de aptos a votar no Estado este ano, só 4% têm ensino superior

Eleitores na faixa etária dos 25 a 34 anos são maioria em MS. (Foto: Arquivo) Eleitores na faixa etária dos 25 a 34 anos são maioria em MS. (Foto: Arquivo)

Dos 1.775.061 milhões de eleitores aptos a votar neste ano em Mato Grosso do Sul, a maioria possui ensino fundamental incompleto. São 625.393 nesta faixa de escolaridade ou 35,23% do total.

Os dados são do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Em seguida aparecem os que possuem ensino médio incompleto. São 333 mil ou 18,76%.

Ainda conforme as estatísticas do Tribunal são 79,9 mil analfabetos entre os eleitores do Estado (4,5%) e 83,7 mil com possuem formação superior completa (4,7%).

Em relação à faixa etária, a maioria dos eleitores tem entre 25 e 34 anos. São 420,7 mil ou 23,70%.

Em seguida aparecem os eleitores que têm entre 35 a 44: 353,7 mil (19,93%).

Campo Grande - O número de eleitores na Capital é de 561,6 mil. Em relação aos outros números, as estatísticas seguem o cenário registrado em todo Estado.

A maioria dos cidadãos aptos a votar neste ano em Campo Grande possui ensino fundamental incompleto: 166 mil (29,5%).

Na faixa etária, a maior parte tem entre 25 a 34 anos. Eles totalizam 136,5 mil pessoas ou 24,3% do total.

Colégios - Os números atualizados do TRE apontam que Dourados, segundo maior colégio eleitoral, conta com 143,6 mil cidadão aptos a votar.

Em Três Lagoas são 69,8 mil eleitores. Corumbá possui 68,9 mil, enquanto Ponta Porã tem 55,8 mil.

Número de eleitores com 16 e 17 anos supera eleição de 2010
O número de eleitores com idades entre 16 e 18 anos voltou a crescer. Para as eleições de 2012, o número de jovens que participarão do primeiro pleit...
Corumbá e Porto Murtinho terão apoio do Exército nas eleições
Militares do Exército vão dar apoio logístico para garantir votações de eleitores em localidades de difícil acesso em Corumbá e Porto Murtinho neste ...


O investimento em educação de qualidade deve ser maciço alcançando a todos desde bem cedo e ir pelo menos até à graduação. É somente com cidadãos formados a longo prazo que poderemos sonhar com algumas mudanças; caso contrário..............esqueça.
 
Marcos Caetano em 01/08/2012 12:33:55
Isso justifica a eleição de muitos políticos que temos no MS. E querem que continue assim, pois só dessa forma eles continuarão a administrar esse povo que leva a vida de gado.
 
Marcos Caetano em 01/08/2012 12:26:07
Concordo com você Luiz Alves!!
 
Priscila Barcelos em 01/08/2012 11:52:43
Hoje não estuda quem gosta de ser burro, não é culpa de governos, há incentivo em tudo que não havia há uns 15anos atrás; hoje tem toda condição, mais preferem ser escravos dos outros. Assim nem Deus ajuda, porque não gosta de preguiçoso, basta ler o Livro de Izaias que vai confirmar.
 
luiz alves em 31/07/2012 09:08:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions