A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

15/05/2015 13:48

Em meio à crise, relação de vereadores com prefeito é tímida e distante

Juliana Brum e Lidiane Kober
Prefeito tenta aproximação, mas parlamentares acham tímida demais (Foto: Arquivo)Prefeito tenta aproximação, mas parlamentares acham tímida demais (Foto: Arquivo)

Em meio à crise financeira da Prefeitura de Campo Grande, a relação do prefeito Gilmar Olarte (PP) com os vereadores é tímida e distante. Na maioria dos casos, o chefe do Executivo Municipal delega aos secretários a missão de ouvir os parlamentares.

Em resposta, alguns vereadores declararam independência e uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) está em andamento da Câmara para investigar as contas da prefeitura.

Antes da base e agora independente, o vereador Chiquinho Telles (PSD) afirmou que o relacionamento do prefeito é distante. "Raramente, ele nos procura para tratar os assuntos de interesse da Capital", comentou.

"Não só com os vereadores, mas com as instituições de forma geral ele (Olarte) tem se ausentado e deixado seus secretários a frente, como fez diante das reivindicações da cultura e agora com os médicos", comentou a vereadora Luiza Ribeiro (PPS).

O vereador Coringa (PSD), afirmou que o relacionamento é tranquilo já que o partido é base. "O nosso contato direto com ele em meio a esta crise não tem sido frequente, mas uma vez por mês agenda reuniões, quando precisamos despachar com eles", disse.

O vereador Chocolate (PP), mesmo assumindo postura independente, disse que esteve na última semana com o prefeito justamente para discutir uma aproximação. Para ele, o momento de crise tem sido a principal impedimento para esticar os laços.

Outros vereadores preferiram não se pronunciar. A posição enfatiza que a relação do prefeito com os vereadores cada vez é mais distante e tímida.

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions