A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/03/2014 12:54

Em sua primeira sessão após deixar SAS, Thais Helena rebate relatório de Olarte

Luciana Brazil e Kleber Clajus

Na sua primeira sessão da Câmara, após deixar a administração da SAS (Secretária Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania), a vereadora Thais Helena (PT) rebateu as críticas do relatório apresentado ontem (24) pelo prefeito Gilmar Olarte (PP), onde apontava uma série de falhas na gestão da secretaria.

A vereadora ocupou a tribuna na manhã de hoje (25) e afirmou que os dados estão equivocados. “A pessoa que fez esse relatório ou não entende nada de assistência social ou agiu de má fé. Vou entrar com uma interpelação questionando os dados”, afirmou Thais.

Rebatendo as informações que asseguravam a não aplicação de recursos federais no valor de quase R$ 7 milhões, a vereadora garantiu que os repasses não foram perdidos, uma vez que não há prazo para a aplicação e todas as transferências são realizadas “fundo a fundo”, de forma direta e mensal.

Durante o discurso, a petista ainda afirmou que ao assumir a secretaria encontrou R$ 3,8 milhões disponibilizados em 2005.

De acordo com Olarte, que assumiu a prefeitura após a cassação do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), a não aplicação do dinheiro resultou em diversos prejuízos. Conforme o relatório, a alimentação foi um dos setores mais prejudicados.

A falta de alimentos para crianças e estudantes foi uma das polêmicas na administração do gestor cassado. Nos Ceinfs (Centro de Educação Infantil) alunos ficaram sem comida e até alimentos estragados chegaram a ser destinados a algumas unidades.

Sobre a alimentação, Thais se restringiu a dizer que a merenda escolar era responsabilidade da Semed (Secretaria Municipal de Educação).

Thais também rechaçou as críticas sobre a frota de veículos, apontada por Olarte como sucateada. A vereadora disse que, ainda na sua gestão, teve início um plano de recuperação de 70% da frota.

Ela disse ainda que a falta de gasolina, citada no relatório, não é de seu conhecimento. “Não entendo por que falta gasolina, já que havia contrato”.

Relatório- Olarte apresentou ontem à imprensa um relatório sobre supostas irregularidades durante a administração de Bernal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions