ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 32º

Política

Estado ameaça pedir ressarcimento por dinheiro "jogado fora" no Aquário

Por Lidiane Kober | 12/06/2015 18:40
Se houve algo que lesou o Estado nós vamos buscar o ressarcimento, disse Reinaldo (Foto: Marcelo Calazans)
Se houve algo que lesou o Estado nós vamos buscar o ressarcimento, disse Reinaldo (Foto: Marcelo Calazans)

O Governo do Estado vai pedir ressarcimento de gastos se comprovada alguma lesão aos cofres públicos na construção do Aquário do Pantanal.

Relatório da empresa Anambi, responsável pelo manejo dos peixes que irão para o local, aponta que desde novembro de 2014, 10.160 peixes morreram, 80% deles por conta do frio, 10% de doenças e 10% já no transporte da carga viva.

“Se houve algo que lesou o Estado nós vamos buscar o ressarcimento aos cofres públicos. É o que cabe ao Estado”, disse o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta sexta-feira (12), durante a posse do novo defensor público-geral de Mato Grosso do Sul, Luciano Montalli.

Segundo ele, “o Ministério Público (MP) abriu inquérito civil para apurar a responsabilidade”. “Já disse que foi falta de planejamento comprar os peixes um ano antes de a obra ficar pronta”, repetiu Reinaldo.

O governador sinalizou ainda que mais coisas estão na mira do MP. “Tem algumas denúncias que estão sendo apuradas pelo Ministério Público”, disse. “Se tiver responsabilidade, tenho certeza de que o responsável será punido”, reforçou.

No total, o custo do Centro de Pesquisa e de Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira, nome oficial do aquário, deve atingir R$ 230 milhões. A previsão inicial era gastar R$ 87 milhões.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário