A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

10/01/2017 10:56

Estado e prefeitura gastarão R$ 50 milhões no asfalto de Campo Grande

Do total, R$ 20 milhões será para reparos no asfalto, enquanto o restante será para reformar vias

Mayara Bueno e Richelieu de Carlo
Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), com o prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Fernando Antunes)Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), com o prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Fernando Antunes)

Governo de Mato Grosso do Sul e a Prefeitura de Campo Grande fecharam convênio de R$ 50 milhões para ampliação do serviço de tapa buraco e recapeamento das principais vias da cidade. O acordo foi anunciado nesta terça-feira (10), quando o prefeito Marquinhos Trad (PSD) e a governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), se reuniram no Paço Municipal.

A parceria, no entanto, só será assinada em 19 de janeiro, pois ainda faltam alguns ajustes técnicos, segundo o secretário de Obras de MS, Marcelo Miglioli.

De acordo com Marquinhos, a ajuda será dividida em duas etapas. A primeira, Estado e Prefeitura darão R$ 10 milhões, cada, destinados exclusivamente para o serviço de tapa-buraco. Os R$ 30 milhões restantes serão utilizados na segunda fase, que será o recapeamento de algumas vias de Campo Grande. O prefeito citou como exemplo a Rua Rui Barbosa.

Quando assumiu o Paço Municipal, semana passada, o novo chefe do Executivo Municipal recebeu o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que anunciou a ajuda, no entanto, ainda não havia sido definida a quantia da parceria.

Hoje, prefeito e governadora em exercício não deram detalhes de como ocorrerá de fato o convênio, mas, em ocasião anterior Marquinhos disse que os recursos ampliarão as equipes que fazem os serviços nas ruas e que, em menos de três meses, os buracos terão diminuído ou acabado de vez.

“Uma das primeiras ações foi buscar parceria com o governo do Estado, pois sem ele, não há como resolver os problemas da Capital”, disse Marquinhos. A ideia, com a parceria fechada, é fazer um reforço concentrado, para diminuir e eliminar os buracos da cidade.

O dinheiro da contrapartida do Município virá de “enxugamento de gastos e apostando na arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano)” e será dividido em quatro parcelas. “O Estado é rico e a Prefeitura é pobre”.

Já os recursos do governo serão oriundos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul), explicou a governadora em exercício. De acordo com Rose, o Executivo Estadual está ajudando a Capital, “assim como ajudamos os outros 78 municípios de MS”. “Nos últimos dois anos investimos mais de R$ 500 milhões e, se não fizemos isso antes em Campo Grande, foi por falta de diálogo com a administração anterior”.

A vice-governadora ainda lembrou que o governo já havia disponibilizado para ajudar o Município, inclusive no recapeamento da Avenida Coronel Antonino até a altura do shopping Bosque dos Ipês. Uma das contrapartidas para a construção do empreendimento era a reforma da via, que seria feita pela própria construtora. “Mas, o prefeito anterior não apresentou o projeto”.

 

Prefeito esboça cansaço, mas segue 'patrulha' do tapa-buraco
Cansado – Após uma agitada primeira semana de gestão, Marquinhos Trad (PSD) mostrava sinais de cansaço ontem à tarde. Chegou atrasado à coletiva de i...
Para 85% dos internautas, é boa expectativa para gestão de Marquinhos Trad
A enquete da semana passada perguntou ao leitor do Campo Grande News qual a expectativa para gestão de Marquinhos Trad na Prefeitura de Campo Grande....



Parabéns ao novo prefeito, hoje mesmo testemunhei no período da tarde, o novo Prefeito sozinho, vistoriando obras e serviços de manutenção feitas em torno do shopping Campo Grande.
 
Ciro Salém em 10/01/2017 15:42:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions