A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

01/04/2014 22:27

Fábio Trad pede que duplicação não afete comerciantes às margens da BR-163

Alan Diógenes
Deputado afirmou que duplicação não pode afetar patrimônio sociocultural. (Foto: Divulgação) Deputado afirmou que duplicação não pode afetar patrimônio sociocultural. (Foto: Divulgação)

O deputado federal Fábio Trad (PMDB) cobrou da CCR MSVIA, concessionária da BR-163 no Estado, que o projeto de duplicação da rodovia garanta a sobrevivência dos pequenos comerciantes há décadas estabelecidos às margens da rodovia ou no canteiro central. Nestes locais, se instalaram quiosques que vendem diversos produtos culturais.

Trad afirmou que em Bandeirantes, São Gabriel D’Oeste, Nova Alvorada do Sul, Sonora, Jaraguari e no distrito de Anhanduí, existe uma vasta rede de prestação de serviços aos usuários da BR-163, e cuja importância econômica e social, com geração de emprego e renda, é decisiva para estes lugares.

O deputado reconheceu que a duplicação da rodovia é uma obra estratégica para o Estado. “A obra romperá com um dos maiores gargalos logísticos do país, por onde transita grande parte dos grãos produzidos no Centro-Oeste rumo aos portos de Santos e Paranaguá”, destacou.

Entretanto, o projeto para Trad, não pode afetar a rede de serviços, com grave repercussão no emprego e na arrecadação municipal. “Uma obra oportuna e estratégica essa não pode sacrificar o patrimônio sociocultural representado pelos sabores e cores dos municípios”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions