A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

10/05/2010 17:22

Falta 1 mês para convenções; cenário está quase definido

Redação

Tem início no dia 10 de junho o prazo definido pela Justiça Eleitoral para a realização das convenções que irão deliberar ou apenas oficializar as coligações e os candidatos. Em Mato Grosso do Sul, os candidatos a governador dos dois maiores partidos já são conhecidos e restam poucas definições nas chapas de PMDB e PT.

O período das convenções acontece até 30 de junho. Na chapa encabeçada pelo governador André Puccinelli (PMDB) já estão definidos os candidatos à vice (Simone Tebet, do PMDB) e um dos candidatos ao Senado (Waldemir Moka, do PMDB).

Murilo Zauith (DEM) será o provável 2º candidato ao Senado. Nas eleições de outubro serão eleitos dois senadores. A primeira-dama de Campo Grande, Antonieta Trad, possivelmente será suplente de Moka.

Já na chapa comandada pelo ex-governador Zeca do PT estão definidos os dois candidatos ao Senado: Delcídio do Amaral (PT) e Dagoberto Nogueira (PDT). A suplente do pedetista será a ex-primeira-dama Gilda Gomes dos Santos. Permanecem indefinidos a suplência do senador Delcídio e o candidato a vice-governador.

Quanto às coligações, o time de Puccinelli poderá contar com PR, PSDB, DEM, PPS e partidos menores. Zeca deve entrar em campo com uma escalação mais modesta com PDT e partidos de esquerda.

Além de Zeca e Puccinelli, as eleições de outubro poderão contar com outros candidatos a governador como Ney Braga, pelo PSOL. O partido de Heloísa Helena também escolheu o do professor de história Washington Luís para disputar o Senado.

Após a escolha oficial dos candidatos, as emissoras de rádio e de televisão ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por eles.

Em Mato Grosso do Sul, a lista de políticos-apresentadores é extensa: vereadores Vanderlei Cabeludo, Paulo Siufi, Clemêncio Ribeiro, Magali Picarelli (todos do PMDB) e Alcides Bernal (PP), secretária Tereza Cristina e Ben Hur Ferreira (PSDB, os dois), deputados estaduais Marcos Trad e Maurício Picarelli (os dois do PMDB) e Raul Freixes (sem cargo). Grande parte deles irá disputar as eleições de outubro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions