A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

17/08/2016 09:48

Geraldo e vice são os mais ricos na disputa pela prefeitura de Dourados

Deputado federal e arquiteto declararam bens que somados chegam a quase R$ 3,6 milhões; dos três que aparecem no sistema do TSE, Délia Razuk é a menos rica, com meio milhão em bens

Helio de Freitas, de Dourados
Candidatos a prefeito de Dourados em encontro promovido por jornal da cidade (Foto: A. Frota/Diário MS)Candidatos a prefeito de Dourados em encontro promovido por jornal da cidade (Foto: A. Frota/Diário MS)

Pela primeira vez desde 1984, a eleição para a prefeitura de Dourados terá cinco candidatos, mas até agora, cinco dias após o fim do prazo pra registro das candidaturas, apenas três aparecem no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) – Délia Razuk (PR), Geraldo Resende (PSDB) e Renato Câmara (PMDB). Além deles, registraram candidatura Wanderlei Carneiro (PP) e Ênio Ribeiro (Psol).

Dos três candidatos a prefeito e seus respectivos vices que aparecem no sistema da Justiça Eleitoral, o deputado federal Geraldo Resende e o arquiteto Rogério Yuri (PSB) são os mais ricos. Somados, os bens do tucano e do socialista chegam a R$ 3,59 milhões.

Aos 61 anos de idade, médico de profissão e no quarto mandato de deputado federal, Geraldo Resende lidera o ranking da riqueza. O somatório do patrimônio dele é de R$ 2.541.725,84, segundo a lista divulgada no site do TSE.

Na lista de bens declarados pelo candidato da coligação “Compromisso com a Verdade” (PDT/PTB/PSD/SD/DEM/PSB/PSDB /PV), estão R$ 417 mil em aplicações e investimentos, R$ 160 mil em espécie, dois apartamentos em Dourados nos valores de R$ 246,8 mil e R$ 625,7 mil e um de R$ 243,5 mil em Brasília.

O vice – O arquiteto Rogério Yuri, 42 anos, vice na chapa de Geraldo Resende, informou patrimônio de R$ 1.049.479,21.

Na lista que inclui sala comercial, saldo em conta corrente e poupança, sítio no distrito de Itahum e terreno em Bonito, o arquiteto, que também é policial civil, declarou uma casa de R$ 306 mil no Jardim Santa Maria, um terreno de R$ 300 mil na Vila Progresso, em Dourados e R$ 150 mil em espécie.

Renato Câmara – O candidato da coligação “Coragem para mudar Dourados” (PMDB/PROS/PRP/PPL/PT) declarou bens que somam R$ 841.287,74. Aos 44 anos de idade, o deputado estadual e ex-prefeito de Ivinhema tem casas e terrenos em Dourados, Campo Grande e na cidade onde nasceu e que administrou por dois mandatos.

Na lista estão um prédio comercial de R$ 125 mil e uma casa de R$ 345 mil em Ivinhema e uma camionete Hilux SW4 2012, no valor de R$ 150 mil. A vice de Renato, a professora universitária Zélia Nolasco, 48, declarou R$ 224,5 mil em bens.

Délia Razuk – A Candidata da coligação “Amor por Dourados” (PR/PSC/PMB/PEN/PT do B/PPS/PRB/PSDC/PHS/PTC) declarou bens que somam R$ 544.951,00.

Mulher do ex-deputado estadual Roberto Razuk, Délia tem 60 anos, é natural de Ponta Porã e exerce o segundo mandato de vereadora. Com 50% em terrenos, casas e apartamentos em Dourados e Campo Grande, a candidata do PR à prefeitura tem como bem mais valioso informado à Justiça Eleitoral uma caminhonete S10 2015/2016, no valor de R$ 130 mil.

O vice de Délia, pecuarista Marisvaldo Zeuli, 51, declarou R$ 836.888,00 em bens, entre lotes, casas, prédio comercial, terrenos e uma fazenda de 1.175 hectares no município de Porto Murtinho.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions