A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/04/2013 07:46

Giroto deixa vaga na Câmara para Akira e assume Secretaria de Obras

Edivaldo Bitencourt
André nomeia Giroto para comandar Obras (Foto: Arquivo)André nomeia Giroto para comandar Obras (Foto: Arquivo)

O deputado federal Edson Giroto (PMDB) volta ao comando da Secretaria Estadual de Obras e abre a vaga para o suplente, Akira Otsubo (PMDB), na Câmara dos Deputados. A mudança também atinge a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), que passa a ser comanda pela ex-secretária estadual adjunta de Obras, Maria Wilma Casanova Rosa.

É o início da reforma no primeiro escalão promovida pelo governador André Puccinelli (PMDB), que terá a nomeação do vereador Herculano Borges (PSC) para asssumir a Secretaria Estadual da Juventude.

Nesta quarta-feira, o governador exonerou do cargo de secretário estadual de Obras, Wilson Cabral Tavares. Ele também deixa o cargo de diretor-presidente da Agesul. Ele já havia manifestado o interesse em deixar a pasta no início do atual mandato de Puccinelli, mas acatou pedido do governador para continuar no comando da pasta. Mas Cabral continua como secretário-adjunto, conforme decreto publicado hoje no Diário Oficial do Estado.

Giroto já foi secretário estadual de Obras Públicas e ocupou o mesmo cargo nos dois mandatos de Puccinelli na Prefeitura de Campo Grande e no primeiro mandato de Nelson Trad Filho. Ele foi o deputado federal mais votado nas eleições de 2010, quando obteve 147 mil votos.

A vaga fica para o suplente, o deputado federal Akira Otsubo (PMDB), que obteve 49,5 mil votos. Ele foi deputado estadual e candidato a prefeito nas eleições do ano passado em Bataguassu.

Mudanças – A outra mudança foi o remanejamento de Maria Wilma de adjunta da Secretaria de Obras para a presidência da Agesul.

A próxima mudança será a nomeação do ex-prefeito de Campo Grande para ocupar a Secretaria de Articulação, de Desenvolvimento Regional e dos Municípios e da vice-governadora Simone Tebet para o cargo de secretária da Casa Civil.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Olha o Ulisses Rocha na foto lá atrás...srsrs....
 
Everaldo Santos em 04/04/2013 14:15:32
Como Assim ? E o mandato de Deputado Federal que o povo lhe concedeu ? vai rasgar a procuração que a população de MS lhe deu ? Que Vergonha !
Abandonar uma mandato eletivo, para sem empregado de governador ? chega a ser falta de caráter, respeito, etc. Deixar de ser representante do povo para ser representante do governo, que escolha ! 147 mil votos desprezados.
 
Helio Correa em 03/04/2013 11:14:16
vai ,giroto vai roubar mais um pouquinho ,minha rua ta uma desgraça por causa da firma que vc contratou por milhoes de reais , vcs ja sabem a firma é a mesma da julio de castilho
pactual.
 
paulo dos santos da silva em 03/04/2013 11:09:09
Dele Giroto, Campo Grande perdeu, bom trabalho Giroto, mostre como é que se administra!

 
Gevaldo Escobar em 03/04/2013 10:58:35
Foi eleito com um monte de votos para ser deputado federal, e agora, por conveniência vai ser secretário de obras. Para o eleitor, em algumas situações, política é pura desilusão.
 
Tereza Cunha em 03/04/2013 10:01:53
pelo menos uma notiçia boa giroto secretário de obras .........agora campo Grande vai pra frente .....
 
Dhiego Xavier em 03/04/2013 09:59:35
Conforme cometário do Julio, Concordo com ele, mas devemos estar atento tambem que o profeito de nossa capital, no discurso de campanha falou que a capital estava falida ele ia entrar para resolver, portanto ele entrou e sabendo dos problemas ja deveria estar arrumando o que ele supostamente ja sabia, e nao ficar atirando pedra nos outros, (rixa politica), esta na hora de arregaçar as mangas ja temos mais de 90 dias de cargo ocupado e em qualquer empresa que encontramos por ai, 90 dias e prazo maximo para o funcionario começar a dar conta do recado ou vai para a rua, O prefeito e qualquer cargo politico brasileiro e meramente um funcionario do povo portanto "Mãos a Obra" .
 
Ailton Branco em 03/04/2013 09:57:25
Quer dizer que passados 3 meses é que resolvem quem vai ser o secretário de obras? O estado pode esperar.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 03/04/2013 09:53:30
Golpe de mestre!! Cria e coloca o Nelsinho em uma Scretaria para iniciar a política na corrida para 2014, usando a estrutura do Estado (carro, combustível, telefone etc), depois traz o Giroto para a Secretaria de Obras, pra que será?????assim, com a faca e o queijo na mão, dinheiro não vai faltar para a campanha de 2014???? Abre o olho povo de MS.....
 
Severino Soares em 03/04/2013 09:47:37
vc se esquece que o bernal não precisa de ajuda julio ribas
 
NELSON BATISTOTE em 03/04/2013 09:38:53
Nao seria o contrario julio ribas? A prefeitura eh que ddveria se entender com o gov do edtado. Com a camara. Com a imprensa. O prefeito continua agindo como se ainda estivesse em campanha, vide as criticas ao governador e ao ex-prefeito no evento do PAC...
 
francisco guimaraes em 03/04/2013 09:30:40
Boa sorte e bom trabalho ao Édson Giroto!!!
 
tony ueno em 03/04/2013 09:12:51
O que a populacao de Campo Grande precisa e que o governo do estado se entenda com o prefeito para a administracao municipal comecar a funcionar.porque o que vejo e todos contra um. nao estao vendo que foram eleitos para ajudar,inclusive ajudar o prefeito a administrar a cidade .Se parar com essa briga de poder concerteza nossa capital tera menos problema,e mais solucao.
 
julio ribas em 03/04/2013 08:49:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions