ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  23    CAMPO GRANDE 33º

Política

Giroto é recebido como candidato em evento do PMDB em Campo Grande

Por Wendell Reis | 03/03/2012 11:36

Amizade com André foi reconhecida durante pesquisas do partido

Giroto não falou como escolhido e disse que aguarda o anúncio na segunda-feira(Foto: Divulgação/Katiuscia Fernandes)
Giroto não falou como escolhido e disse que aguarda o anúncio na segunda-feira(Foto: Divulgação/Katiuscia Fernandes)

O deputado federal Edson Giroto (PMDB) esteve no evento do PMDB mulher em Campo Grande neste sábado (3). Durante o evento, o deputado foi recebido como o pré-candidato do PMDB a disputa em outubro na Capital. Porém, preferiu dizer que ainda não tem nada decidido e que tem que respeitar os concorrentes. “O anúncio não foi feito ainda e seria um desrespeito com o André (governador André Puccinelli) e Nelsinho (prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho)”.

Giroto revelou que o governador e os prefeitos se reuniram com os candidatos na manhã de ontem, onde foi anunciado números das pesquisas qualitativas. Sobre a pesquisa, Giroto diz que o seu perfil foi descrito como determinado, companheiro do André e que respeita o posicionamento do prefeito Nelson Trad. Já Paulo Siufi (PMDB) foi considerado um excelente médico e tido até como o médico dos pobres. Segundo o deputado, Luiz Henrique Mandetta (DEM) foi lembrado como um político jovem.

Edson Giroto faz questão de ressaltar que a escolha cabe aos líderes, André e Nelsinho, garantindo que se for eleito, serão os seus grandes conselheiros. “Se eu for eleito vou pegar as boas práticas e as que foram frustradas para continuar as administrações do André e Nelsinho. Se for meu nome, tenho a vantagem de um período de 14 anos de administração”.

Giroto revelou que os candidatos devem se reunir com o prefeito e com o governador neste domingo (4), quando o nome do escolhido será fechado. Questionado sobre o comportamento dos concorrentes que não forem escolhidos, Giroto diz que espera o apoio e lembra que o maior compromisso deve ser com a cidade e não com a vaidade pessoal.

Indagado sobre processos judiciais que poderiam impedir a candidatura, Giroto diz que não os preocupa. “Aquele que não perde tempo com acusação e usa o tempo em benefício do trabalho não tem preocupação. Fui inocentado. Tenho certidão de todos os trabalhos. Um cara que militou na esquerda obscura não vai querer ter ficha limpa?”, questionou, ressaltando que durante o tempo que ocupou secretarias liderou mais de 6 mil processos e nunca teve nenhuma condenação.

Alianças - Giroto afirma que se for o escolhido buscará o apoio de todos, incluindo o PT. O deputado garante que vai lutar para trazer o pré-candidato do PSDB, Reinaldo Azambuja, para sua chapa, garantindo que ele é o que melhor se relaciona no Congresso Nacional.

Giroto pretende convencê-lo de que a melhor disputa é com adversários, que no caso sempre foi PT. Questionado sobre o espaço de Azambuja na sua chapa, Giroto brincou que ele pode ser tudo, menos cabeça chapa. O deputado também aproveitou a oportunidade para dizer que se relaciona bem com o também pré-candidato Alcides Bernal (PP), que foi, junto com ele, coordenador da campanha de Puccinelli para deputado federal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário