A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/01/2013 21:08

Governador acredita que reabertura do lixão foi um equívoco

Nyelder Rodrigues
O lixão foi reaberto após liminar concedido à ação civil pública ingressada pela Defensoria Pública (Foto: Luciano Muta)O lixão foi reaberto após liminar concedido à ação civil pública ingressada pela Defensoria Pública (Foto: Luciano Muta)

Para o governador André Puccinelli (PMDB), a reabertura do lixão de Campo Grande, no bairro Dom Antônio Barbosa, foi um equívoco do judiciário.

A declaração foi dada nesta segunda-feira (14), durante o lançamento da campanha para arrecadar assinaturas para endurecer a lei penal, no Comando Geral da Polícia Militar.

O lixão foi reaberto após liminar concedido à ação civil pública ingressada pela Defensoria Pública, pedindo que os catadores não sejam impedidos de entrar no local até que a UTR (Usina de Triagem de Resíduos) seja terminada.

Puccinelli ainda comentou que não acredita que dos cerca de 400 catadores, apenas 100 serão admitidos para trabalhar na cooperativa. Além disso, ele contou que o plano para solucionar o problema do lixo na Capital era outro.

“Minha opção era outra, mas o Nelsinho escolheu pelo aterro sanitário. Uma opção dele, cada um tem uma opinião e escolhe o que acha melhor”, argumentou.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


O Governador está certo: O local deve ser fechado e ponto final! Defender a permanência das pessoas é retrocesso; dizer que está ganhando a vida não é justificativa para se fazer o que quer!
 
Gustavo Ribeiro em 01/02/2013 20:54:53
A reabertura do lixão, é dar a mão a palmatória, as pessoas tem que trabalhar com equipamentos de proteção universais, permitir que as pessoas trabalhem com lixo, que são contaminados é se responsabilizar pelas doenças e acidentes que são expostos..
As autoridades precisam pensar e avaliar a questão da saúde pública,, devemos caminhar para a reciclagem mas, ainda estamos capengando, nem todos separam o lixo corretamente,
 
celi reis em 15/01/2013 00:35:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions