A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

03/02/2014 08:25

Governador e prefeito participam da abertura dos trabalhos legislativos

Edivaldo Bitencourt
Populares chegam para acompanhar sessão na Câmara Municipal (Foto: Cleber Gellio)Populares chegam para acompanhar sessão na Câmara Municipal (Foto: Cleber Gellio)

O governador André Puccinelli (PMDB) e o prefeito Alcides Bernal (PP) participam, na manhã de hoje, da abertura dos trabalhos, respectivamente, na Assembleia Legislativa e na Câmara Municipal de Campo Grande. Enquanto a situação deve ser tranqüila no legislativo estadual, o clima promete ser tenso no municipal por causa dos vetos ao Orçamento deste ano.

A sessão na Assembleia começa às 9h. Na abertura dos trabalhos, o governador fará a leitura da mensagem. Ele vai apresentar um balanço dos últimos sete anos no comando do Estado e dos investimentos feitos pelos dois programas MS Forte. O último, lançado no ano passado, prevê investimentos de R$ 3,6 bilhões.

Puccinelli também deverá anunciar as metas para concluir os dois mandatos em dezembro deste ano. Na habitação, ele deverá citar a construção de 70 mil casas populares, a pavimentação de rodovias e o recapeamento de vias estaduais.

Entre as obras emblemáticas previstas para este ano estão o campus da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande, o Aquário do Pantanal, que terá investimento de R$ 100 milhões e será concluído até outubro, e o contorno ferroviário de Três Lagoas.

Capital – Sob o risco de ser cassado pelo legislativo municipal, Bernal já enfrenta uma clima tenso com os vereadores. Ele conseguiu suspender a Comissão Processante na Justiça, mas os vereadores podem instalar um segundo processo de cassação a pedido do MPE (Ministério Público Estadual).

O prefeito também enfrenta uma grande insatisfação ao vetar 73 emendas que previam obras de pavimentação e nas áreas sociais. Até os aliados criticaram os vetos, já que Bernal havia feito um acordo para manter as emendas.

Bernal ainda tem o desafio de ampliar a base aliada. No entanto, ele já vê desgaste na relação com os novos aliados, como é o caso do vereador Edson Shimabukuro (PTB), que indicou o engenheiro Jean Saliba para a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), mas não tem autonomia na pasta.




Que vergonha. Fazer cerimônia todo ano para começar a trabalhar após pomposas férias . Esse país não existe.
 
João Pedro em 03/02/2014 13:24:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions