A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

07/04/2017 13:15

Governo quer conceder gratificação a professores de tempo integral

Benefício corresponde a 15% do salário base do profissional

Leonardo Rocha
Professores de escolas em tempo integral irão receber gratificação (Foto: Marcos Ermínio)Professores de escolas em tempo integral irão receber gratificação (Foto: Marcos Ermínio)

 O governo estadual quer conceder gratificação aos professores e coordenadores pedagógicos, de escolas estaduais, em tempo integral. Este benefício corresponde a 15% do salário base, do profissional da educação básica, que cumpre a carga de 40 horas. A justificativa é que haverá dedicação exclusiva para este novo modelo de trabalho.

Estes profissionais serão selecionados para fazer parte do programa "Escola de Autoria", que tem justamente a finalidade de ampliar a jornada escolar e melhorar a qualidade de ensino, neste novo modelo de tempo integral.

Os contemplados serão os professores e coordenadores que vão tratar dos temas como Linguagem, Conhecimentos Humanos, Ciências Naturais e Matemática. Este benefício não vai ser incorporado a remuneração para fins previdenciários, exceto o adicional de férias e 13° salário.

Cada escola terá quatro coordenadores de área, que além de dar o devido aporte aos professores, podem lecionar aulas, neste caso com carga reduzida. O profissional não pode acumular o benefício com vantagens pecuniárias, obtidas em exercícios de direção e secretariado escolar.

A secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amêndola, explicou que este adicional vai "compensar" os professores que teriam que fazer o planejamento e metodologia das atividades em casa, mas com o o novo modelo irão realizar dentro das escolas. "Por esta razão eles serão contemplados com esta gratificação".

O projeto foi encaminhado para a Assembleia Legislativa e agora segue para as comissões permanentes. Depois será avaliado em plenário, pelos deputados estaduais, em duas votações.

Planejamento - O Estado colocou 12 escolas de tempo integral, sendo oito em Campo Grande e quatro no interior do Estado, em funcionamento neste ano. A secretária relatou que o executivo está recebendo recursos federais, para ampliar este novo modelo em Mato Grosso do Sul, sendo inclusive previsto na lei federal, que implantou a reforma do ensino médio.

No último final de semana, por exemplo, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inaugurou duas escolas de tempo integral, na cidade de Dourados, a Joaquim Vaz de Oliveira, localizada no distrito de Indápolis e Rita Angelina Barbosa Silveira. Com isto, o executivo aumentou quase mil vagas para rede pública do município.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions