A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Abril de 2018

31/03/2017 12:43

Governo quer garantir que R$ 2,24 bilhões do FCO fiquem em Mato Grosso do Sul

Nos primeiros meses de 2017, já foram aprovados R$ 450 milhões em cartas consulta do setor empresarial do Estado

Lucas Junot
Governador Reinaldo Azambuja, durante apresentação da Caravana FCO, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro/Secom)Governador Reinaldo Azambuja, durante apresentação da Caravana FCO, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro/Secom)

Anunciados R$ 2,24 bilhões do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) disponíveis para o financiamento de novas empresas e produção em Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), quer garantir o uso integral dos recursos no Estado.

De acordo com o secretário Jaime Verruk, além da Caravana, uma das metas neste ano é ampliar em 25% o número de novos contratantes do FCO. “Cada um desses agentes envolvidos tem adotado medidas internas para acelerar o processo de contratação dos financiamentos, em especial o banco, que já criou uma estrutura própria de atendimento aos clientes do Fundo. No governo, a junção das secretarias para a criação da Semagro é um facilitador, pois, permite que o FCO fique sob um único escopo, tanto no setor rural quanto no empresarial”, declarou Jaime Verruck.

Em parceria com o Banco do Brasil e a Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste), o governo do Estado irá percorrer os municípios do interior para atrair novos credores para o fundo.

A chamada Caravana do FCO, já passou por Ponta Porã, Maracaju, Três Lagoas durante a feira Três Lagoas Florestal e passou nesta quinta-feira (30) por Campo Grande. Os próximos destinos são Dourados, Chapadão do Sul e Naviraí.

Em Três Lagoas, na quarta-feira (29), o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, lembrou que o principal objetivo da Caravana é o de divulgar as linhas do FCO. “Neste ano temos um grande volume de recursos e em momento de crise, nosso foco é promover ações efetivas para que esse dinheiro vá realmente para as atividades produtivas”, afirmou.

Também no mesmo evento no município da Costa Leste, o diretor de Crédito Rural do Banco do Brasil, Marco Tulio, fez uma exposição dos requisitos para contratação dos financiamentos, no estande da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Em seguida, o governador Reinaldo Azambuja, destacou a importância do Fundo e a ampliação do volume de recursos disponíveis para Mato Grosso do Sul. “São mais de R$ 2,2 bilhões, um bilhão a mais que no ano passado, para atender o setor industrial, o comércio e serviços, turismo e produção. Vai potencializar a economia”, disse.

Atrair novos clientes - Nos primeiros meses de 2017, já foram aprovados R$ 450 milhões em cartas consulta do setor empresarial do Estado. “É um avanço significativo e com a vinda da Fundação de Turismo para o escopo da Semagro, o turismo terá um papel importante na captação de novos clientes”, disse o secretário.

Aproveitando a participação na Feira, o titular da Semagro lembrou que o setor de florestas em Mato Grosso do Sul “tem dado sinais de sua vitalidade. No mês passado aprovamos um projeto no FCO no valor de R$ 100 milhões para ampliação de base florestal. Nesta semana recebemos outros R$ 100 milhões de novos projetos de pessoas interessadas em investir em outros segmentos do setor florestal”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions