ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 21º

Política

Grandeza e história da Capital em seus 122 anos são destacados por prefeito

Município, que é maior que muitos países, deve prezar por sua memória e projetar o futuro, diz Marquinhos

Por Nyelder Rodrigues e Liniker Ribeiro | 26/08/2021 15:39
Prefeito durante seu discurso na assinatura das obras de reforma da Cidade do Natal. (Foto: Kísie Ainoã)
Prefeito durante seu discurso na assinatura das obras de reforma da Cidade do Natal. (Foto: Kísie Ainoã)

Maior cidade de Mato Grosso do Sul, abrigando praticamente um terço da população do Estado, e principal expoente de um outrora sul do Mato Grosso, que sonhava com a divisão e autonomia para andar por pernas próprias. Campo Grande completa 122 anos nesta quinta-feira (26), com muita história para contar.

"Quem não tem memória, não tem história. A cidade de Campo Grande não pode ser apenas grande no seu nome. Ela tem que demonstrar com atos, com gestos, a beleza daqueles que habitam nesses quase 8,1 mil km²", discursa o prefeito Marquinhos Trad (PSD), em evento realizado na Esplanada Ferroviária.

Se aproximando do 1 milhão de habitantes, o município de Campo Grande soma em área urbana e rural território maior que a disputadíssima Palestina, ou países como Cabo Verde, na África, e Trinidad e Tobago, no Caribe. Números e comparativos que só mostram como a cidade tem potencial de desenvolvimento.

"Hoje, entregamos quase 22 km de asfalto novos, além do que foi recapeado, na região do Anhanduizinho. Para muitos, não parece muita coisa, mas é como se pegasse do aeroporto até Terenos, em linha reta", ressalta Marquinhos.

Outro fato importante lembrado pelo prefeito, foi a redução da fila de espera de crianças nas unidades de ensino da prefeitura, em geral, nas creches. "Começamos o mandato com 14 mil, e agora são 7 mil, mas eram para ser apenas 2 mil. Essas 5 mil são resultado da migração da rede particular para a pública na pandemia".

Marquinhos ainda fez questão de citar a vice-prefeita Adriane Lopes (Patri), ao falar da 1 milhão de doses de vacina contra a covid-19 alcançadas em Campo Grande. "Enquanto houver um campo-grandense internado, nossa equipe não vai se acomodar, até salvar esse campo-grandense", frisa.

A aplicação da terceira dose de reforço nos idosos, que começa nesta quinta-feira, no Asilo São João Bosco, foi o tema escolhido pelo prefeito para encerrar seu discurso na Esplanada, onde assinou obras para a Cidade do Natal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário