ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 20º

Política

Invasores fazem "chantagem", afirma Bernal sobre áreas ocupadas

Por Fabiano Arruda e Helton Verão | 21/01/2013 16:07
Prefeito Alcides Bernal reafirma que vai retirar invasores das áreas. (Foto: Luciano Muta)
Prefeito Alcides Bernal reafirma que vai retirar invasores das áreas. (Foto: Luciano Muta)

O prefeito Alcides Bernal (PP) declarou, nesta segunda-feira, que as invasões de terrenos registradas em Campo Grande têm motivação política. Sem citar nomes, ele afirmou que “existe um político por trás” das ações. Segundo o progressista são pessoas contrárias a seu governo. Bernal reafirmou que os invasores serão retirados das áreas pela Prefeitura. Na opinião do prefeito, eles “estão fazendo chantagem para ganhar terra”.

Campo Grande tem hoje quatro regiões invadidas. A última delas, no bairro Jardim das Hortências, região do Aero Rancho, tem 280 pessoas acampadas.

A maioria dos “sem-teto” diz que se está cadastrada há anos no programa de habitação da prefeitura- Emha (Agência Municipal de Habitação de Campo Grande) -, mas até hoje não conseguiu uma casa.

Em frente ao lixão do bairro Dom Antônio Barbosa, cerca de 400 pessoas estão acampadas desde o fim do ano passado. O novo bairro já tem até nome: Mundo Novo.

No bairro Taguarussu, na Rua Abolição, esquina com a avenida Ernesto Geisel, em frente ao shopping Norte Sul, outra área pública foi invadida. A ocupação tem revoltado os moradores da região.

E no bairro Panorama, no cruzamento da rua Três Poderes com a Tibagi, mais de 20 famílias ocupam uma área, onde até uma igreja está sendo construída. O local é particular e está em litígio.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário