A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

10/10/2013 12:43

‘Iremos nos reunir semana que vem com Jamal", diz Arroyo

Leonardo Rocha
Arroyo diz que partido irá se reunir com Jamal para ele explicar motivo da ausência (Foto: Divulgação)Arroyo diz que partido irá se reunir com Jamal para ele explicar motivo da ausência (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR) afirmou que o partido pretende marcar uma reunião na semana que vem com o vereador Dr. Jamal (PR), que na última terça-feira (8) deixou de comparecer a sessão que votaria a abertura da Comissão Processante contra o prefeito Alcides Bernal (PP). Os vereadores da oposição disseram que Jamal faltou para ajudar a base do prefeito.

“Iremos marcar a reunião com Jamal e ouvir as suas justificativas, ele deve ter um bom motivo para ter faltado a sessão, a Grazielle (Machado) apenas achou estranho porque ele tinha confirmado sua participação”, destacou Arroyo.

De acordo com o parlamentar, não havia uma posição “fechada” do PR para votar a favor ou contra a Comissão Processante, e que cada vereador poderia tomar a sua posição. “Só queremos saber o que aconteceu, nós achamos a atitude estranha”, destacou.

Arroyo garante que não vai ocorrer qualquer punição ou retaliação ao vereador. “Apenas uma discussão interna do partido para estarmos em sintonia, e saber os motivos da atitude de cada um”, destacou ele.

Início – O questionamento sobre a ausência de Jamal na sessão na última terça-feira culminou no encerramento das atividades da Casa. João Rocha (PSDB) havia dito que Jamal estava com viagem marcada há 40 dias, enquanto que Mário César (PMDB) rebateu dizendo que tinha falado no mesmo dia com o vereador e ele tinha garantido que participaria da votação.

Depois desta discussão, os ânimos da platéia ficaram mais intensos e os vereadores decidiram encerrar a sessão sem que o pedido de abertura de Comissão Processante fosse votado.

Antes de sumir, Jamal conversou com Bernal
O retorno – Afastado pela Justiça do cargo de procurador-geral do Município, o desembargador aposentado Luiz Carlos Santini mantém-se como um dos pri...
Planalto vai retirar cargos de cerca de 40 deputados que votaram contra Temer
O presidente Michel Temer deve começar a punir nas próximas semanas cerca de 40 deputados da base aliada que votaram a favor da denúncia apresentada ...



Isso é comum assim?
O parlamentar pode decidir se trabalha ou não?
Agora com o voto aberto, nós teremos a oportunidade de conhecer melhor o que diz ser nosso "REPRESENTANTE".
 
Paulo Sérgio Krajewski em 10/10/2013 19:05:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions