A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

20/07/2009 09:09

Irmãos tentaram fraudar licitações do PAC, UFGD e Uems

Redação

Investigações da Polícia Federal durante a Operação Brothers mostram que os irmãos Everaldo e Eduarte Dias Leite, que controlam serviços de limpeza pública, limpeza de prédios públicos, coleta de entulho e coleta de lixo em Dourados, tentaram fraudar licitações da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). O esquema também tentou "abrir caminhos" com ajuda de servidores públicos municipais para abocanhar verbas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Everaldo e Eduarte Dias Leite foram presos no dia 7 deste mês durante a Operação Owari, juntamente com outras 40 pessoas acusadas de pertencer à organização criminosa comandada pelo empresário Sizuo Uemura. Eles foram soltos no dia seguinte, beneficiados por um habeas corpus do desembargador Claudionor Abss Duarte, do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), mas estão indiciados por dez crimes, entre eles formação de quadrilha, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, desvio de verba pública, fraude em licitações e financiamento irregular de campanha.

Durante as investigações sobre as atividades da família Uemura, a PF descobriu que os irmãos Dias Leite montaram uma organização paralela à de Sizuo Uemura para fraudar licitações e corromper servidores. Por isso foi iniciada uma nova operação, a Brothers (irmãos em inglês).

Os dois grupos agem em setores diferentes

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions