A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/08/2013 09:49

Juiz suspende despejo e vereadores ganham fôlego até março na Câmara

Edivaldo Bitencourt e Jéssica Benitez
Documento com o despacho do juiz foi apresentado pelo líder do prefeito (Foto: Jéssica Benitez)Documento com o despacho do juiz foi apresentado pelo líder do prefeito (Foto: Jéssica Benitez)

O juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos, Nélio Stábile, suspendeu o despejo dos vereadores de Campo Grande. Com a decisão, os parlamentares ganham “fôlego” até março de 2014 para discutir uma solução para o imbróglio com a empresa Haddad Engenheiros Associados, que cobra uma dívida de R$ 11 milhões em alugueis atrasados.

Conforme decisão do magistrado, de 14 deste mês, o despejo dos vereadores fica suspenso porque não a sentença não transitou em julgado. Ele, contudo, determina a inclusão dos valores atrasados no precatório para ser pago pela Prefeitura de Campo Grande.

De acordo com o líder do prefeito, Marcos Alex (PT), que leu o despacho do juiz na sessão de hoje, ele vai sugerir ao prefeito Alcides Bernal (PP) que negocie a manutenção dos vereadores no prédio por mais dois anos. Neste período, ele acredita que será possível definir o local, fazer um concurso sobre o projeto arquitetônico e construir o novo prédio do legislativo municipal.

O petista defende a construção de um novo prédio. O prefeito concorda com a proposta, mas quer alojar os vereadores temporariamente em outro prédio próprio, como o antigo prédio da Casa de Leis, no Paço Municipal.

Conforme o presidente da Câmara, Mário César de Oliveira (PMDB), a dívida dos vereadores soma R$ 11 milhões. No entanto, ele pretende usar os R$ 6,7 milhões, que economizou do duodécimo, para comprar o atual prédio. No entanto, mesmo com a desapropriação sancionada pelo antecessor, Nelson Trad Filho, Bernal é contra a compra do atual prédio.
No entanto, a Haddad Engenheiros cobra, além do valor venal do prédio, o pagamento dos alugueis atrasados.



Se tivessem juntado todo o dinheiro gasto no semestre passado, mais de 1 milhão, teriam pago a divida e se duvidar sobrava um troco para buscar outro imóvel. É os sujos falando do mal lavado. Esse ano a política vai de mal a pior, para todos os partidos. Do primeiro do escalão (PMDB) ao último lugar. Precisamos tomar uma atitude caros campo-grandenses. Chega de tanta sujeira, de tanto dinheiro jogado no ralo, e tantas pessoas precisando de cuidado. É uma vergonha para a nossa capital, e abram o olho para as próximas eleições, que não mudar muita coisa não. O PMDB também fez muita coisa errada na gestão passada mas ninguém questiona e nem nunca foi para o ar, mas se procurar, remexer, investigar vão achar.
 
Renata Silva em 20/08/2013 21:27:41
QUE TAL O SR. BARRIGA VIR E COBRAR O ALUGUEL DO MÁRIO CÉSAR!!!
 
GILSON DE OLIVEIRA CANO em 20/08/2013 13:16:54
Ai legisladores..que tal ajeitarem um prédio, ou a situação depois vocês. Tiram o Bernal!! Aposto que sairão bonito na foto!
 
Sérgio Lima em 20/08/2013 11:16:29
É UMA VERGONHA OS NOSSOS VEREADORES COBRAREM TANTO SOBRE O CALOTE DA PREFEITURA E ESTAR DEVENDO TANTO DE ALUGUEL. COMO PODEM FICAR DEVENDO POR TANTO TEMPO. NÃO TEM NENHUMA MORAL PRA COBRAR NADA.
 
valter martins em 20/08/2013 10:46:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions