A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Março de 2019

03/11/2018 09:21

Juízes de MS dizem que Moro vai levar "combate à corrupção" a Ministério

Para os magistrados, Sérgio Moro teve "desprendimento" ao largar carreira para assumir cargo no governo federal

Leonardo Rocha
Magistrados de MS parabenizaram Sérgio Moro por aceitar convite para Ministério (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)Magistrados de MS parabenizaram Sérgio Moro por aceitar convite para Ministério (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)

Os juízes de Mato Grosso do Sul que fazem parte da Amatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho) da 24° Região assinaram uma nota parabenizando o juiz federal, Sérgio Moro, por ele ter aceitado assumir o Ministério da Justiça, a partir de janeiro, no mandato do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Eles acreditam que o magistrado vai levar o "combate à corrupção" para Brasília.

Em nota pública, assinada pelo presidente da Amatra, o juiz Christian Estadulho, os juízes destacam que Moro teve “desprendimento” ao renunciar sua carreira na magistratura, para assumir um ministério no governo federal e que para eles, sua nova função é “tão relevante como a que exercia no Poder Judiciário”, a frente da Operação Lava Jato.

Os magistrados ainda ressaltaram que o Moro poderá contribuir com sua “reconhecida competência” e capacidade profissional, para desenvolver o Brasil, citando inclusive o seu trabalho no “combate à corrupção”. A Associação ainda “desejou sorte” ao juiz nesta nova missão a partir de 2019.

Indicação – Sérgio Moro aceitou na última quinta-feira (01) o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a partir de janeiro de 2019. Eles se reuniram na casa de Bolsonaro, no Rio de Janeiro, onde houve a confirmação do magistrado.

Moro divulgou uma nota no mesmo dia, dizendo que aceitou o “honrado” convite e que deixava o cargo de juiz federal com “certo pesar”, após uma carreira de 22 anos na magistratura. Bolsonaro já avisou que o juiz terá “carta branca” parea conduzir o ministério e que vai promover as pautas de combate à corrupção no Brasil.



É impressionante a ingenuidade dos "dotôres".
 
Critico em 04/11/2018 19:53:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions