A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

05/04/2018 18:11

“Arrogante”, diz Zeca do PT sobre decisão de Moro que mandou prender Lula

Deputado estadual não escondeu irritação com a determinação do juiz federal Sérgio Moro, que determinou a prisão do ex-presidente

Gabriel Neris
Deputado federal Zeca do PT lamentou ordem de prisão do companheiro político (Foto: Divulgação)Deputado federal Zeca do PT lamentou ordem de prisão do companheiro político (Foto: Divulgação)

Presidente do PT em Mato Grosso do Sul e aliado histórico de Luiz Inácio Lula da Silva, o deputado federal Zeca do PT, classificou como arrogante a decisão do juiz federal Sérgio Moro de mandar prender o ex-presidente, condenado em duas instâncias no caso do tríplex em Guarujá (SP).

Conforme despacho publicado nesta quinta-feira (5), o ex-presidente tem até às 17h (de Brasília) de amanhã para se apresentar à sede da Superintendência da PF (Polícia Federal), em Curitiba.

“É uma atitude de arrogância do Moro. A Suprema Corte vai mandar refazer, é um desastre para o Brasil, que terá repercussão internacional”, externou o parlamentar. “Atitude extremada, sem nenhuma prova, sem elemento concreto”, completou o parlamentar.

A publicação do despacho que determinou a prisão do ex-presidente provocou uma onda de comemorações em Campo Grande na tarde desta quinta-feira. Fogos de artíficio foram ouvidos, o que também ocorreu no fim da noite anterior, quando os ministros do STF (Superior Tribunal Federal) terminaram o julgamento que pedia habeas corpus preventivo para que a pena fosse cumprida somente após o trânsito em julgado.

O Movimento Brasil Livre e a Pátria Livre estão organizando uma comemoração para esta sexta-feira, que deve ter início a partir do momento da prisão do ex-presidente. Uma carreata deve ser formada partindo da frente do MPF (Ministério Público Federal), na avenida Afonso Pena.

A pena do ex-presidente é de 12 anos e um mês de reclusão, em regime inicial fechado. Conforme o despacho, uma sala foi reservada para o ex-presidente na Superintendência da PF.

“Esclareça-se que, em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintendência da Polícia Federal, para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física”, escreveu o juiz.

No despacho, o juiz também determina as prisões de José Adelmário Pinheiro Filho e Agenor Franklin Magalhães Medeiros, que já estão recolhidos na carceragem da PF, em Curitiba.

 



É lamentável ver um ex-presidente da República ter a prisão decretada. Mas demonstra que a justiça vem sendo feita. Não a altura que queremos, mas a impunidade vem perdendo espaço a cada dia. Isso demonstra que estamos caminhado em direção a uma nova Justiça.

Mas agora chega de mimimi Sr. Deputado.

A celeridade da justiça só é boa quando é a nosso favor.
 
Geraldo Garcia Antero da Silva em 05/04/2018 18:59:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions