ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  06    CAMPO GRANDE 25º

Política

Juros menores vão ajudar a recuperar a economia, diz dirigente da Sudeco

Por Paulo Nonato de Souza | 27/12/2016 15:49
Superintendente da Sudeco, o ex-deputado federal Antonio Carlos Nantes de Oliveira (Foto: Arquivo)
Superintendente da Sudeco, o ex-deputado federal Antonio Carlos Nantes de Oliveira (Foto: Arquivo)

As novas taxas de juros para o FDCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste), anunciadas pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), por meio da Resolução nº 4.543, vão possibilitar novo fôlego aos empresários e ajudarão a impulsionar o crescimento dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal, disse nesta terça-feira o superintende da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste), Antonio Carlos Nantes de Oliveira.

De acordo com a decisão do Conselho Monetário Nacional, o encargo mínimo diminuiu de 9,5% para 8,5% e o máximo de 11% para 10%. Os novos juros valerão de 1º de janeiro até 31 de março de 2017.

“A redução nas taxas dará mais segurança ao setor produtivo. Mais do que isso, a decisão do Banco Central é um fato concreto na direção da recuperação da nossa economia", ressaltou o dirigente da Sudeco.

A nova resolução define que "prevalecerá a menor taxa entre aquela vigente na data da aprovação da consulta prévia ou da carta consulta e aquela vigente na data de contratação do financiamento". Ainda segundo o texto da matéria, "a taxa de remuneração dos recursos dos fundos será correspondente ao período de vigência da taxa de juros efetivamente contratada".

Nos siga no Google Notícias