ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  21    CAMPO GRANDE 24º

Política

Justiça aceita pedido na madrugada e Raul Freixes vai para prisão domicilar

Por Aliny Mary Dias | 06/12/2013 11:02
Freixes ficou três meses no Hospital Nosso Lar (Foto: Arquivo Pessoal)
Freixes ficou três meses no Hospital Nosso Lar (Foto: Arquivo Pessoal)

Depois de ter alta do Hospital Nosso Lar na manhã de ontem (5) e voltar para a Casa do Albergado da Capital, o ex-prefeito de Aquidauana, Raul Freixes, teve o pedido de prisão domiciliar aprovado durante a madrugada desta sexta-feira (6) e está em casa.

Conforme a assessoria da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), a decisão do desembargador Oswaldo Rodrigues de Melo chegou até a unidade prisional por volta da 1 hora de hoje e Raul Freixes foi encaminhada para a casa.

Na decisão, o desembargador aceitou o pedido do advogado Douglas de Oliveira Santos de que Freixes não está bem de saúde, sofre de depressão profunda e que não pode cumprir a pena de 4 anos e 8 meses na prisão.

O advogado disse ao Campo Grande News ontem (5), depois de Freixes receber alta, que temia o estado de saúde do ex-deputado estadual e que ele, inclusive, tentou se matar durante os três meses que ficou internado no Nosso Lar.

A expectativa agora é que Freixes cumpra a pena em regime domiciliar até que um novo exame pericial seja feito.

Crimes - O ex-gestor municipal tem um histórico de condenações judiciais, que acabaram por comprometer suas pretensões políticas. Em 2008, foi condenado por simular pagamento a uma empreiteira e ter efetuado saque de R$ 100 mil em 2000, nove dias antes de sair da Prefeitura.

Ainda em 2008, Freixes desistiu de ser candidato a vice-prefeito em Aquidauana. Em 2009, foi condenado por contratar advogado sem licitação. Em 2010, teve candidatura barrada pela Justiça.

Nos siga no Google Notícias