A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/03/2011 11:50

Justiça determina afastamento de Longhi e Gino de votações sobre cassação

Angela Kempfer

A Justiça determinou hoje o afastamento dos vereadores Gino Ferreira (DEM) e Dirceu Longhi (PT) das sessões de julgamento sobre cassações na Câmara de Dourados.

O juiz José Domingues Filho deferiu pedido feito pelo vereador Paulo Henrique Bambu (DEM), que será julgado amanhã, às 9 horas.

A mesma decisão vale para o processo de Aurélio Bonatto (PDT), que enfrentará a votação também na sexta-feira, a partir das 14 horas.

Gino e Longhi foram os dois únicos indiciados após a operação Uragano que não foram presos durante a ação da Polícia Federal no ano passado.

Eles respondem também por integrar esquema de fraude em licitações e pagamento de propina em Dourados.

Ontem, Humberto Teixeira Júnior havia solicitado diretamente à Câmara o afastamento dos dois, mas não teve o pedido atendido e acabou perdendo o mandato com 9 votos favoráveis, dois deles de Longhi e Gino.

Teixeira havia argumentado que arrolou duas testemunhas contra a cassação e que elas foram afastadas pela comissão processante por estarem envolvidos nas investigações. O mesmo, na avaliação dele, deveria valer para Gino e Dirceu Longhi. O juiz levou em consideração a mesma justificativa e decidiu afastar ambos do julgamento.

Neste momento, é julgado em Dourados o vereador Júlio Artuzi (PDT), mais um flagrado em gravações recebendo propina.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions