A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/07/2010 13:07

"Lanterninhas" em outros anos persistem nestas eleições

Redação

Candidatos que tiveram inexpressiva votação em outras eleições mostram toda a sua capacidade de persistência e disputam de forma esperançosa a corrida por votos deste ano.

O presidente regional do PSDC, Elizeu Amarilha, recebeu ínfimos 1.134 votos na disputa pelo governo do Estado em 2006. Antes, em 2002, ele obteve somente 590 votos para deputado estadual, cargo para o qual ele concorre novamente este ano.

Ionaldo Arce, à época filiado ao PRONA, concorreu ao Senado nas eleições gerais passadas obtendo apenas 2.136 votos. Este ano, ele disputará uma das 8 cadeiras na Câmara dos Deputados pelo PTB.

Professora Iara, candidata pelo PCdoB em 2006, obteve apenas 877 votos e concorrerá ao mesmo cargo este ano, pelo PT.

Apenzeler Dutra Carneiro, mais conhecido como "Pastor Dutra", concorreu à Câmara dos Deputados na eleição passada e só recebeu 3.992 votos. Tenta agora se superar, disputando o mesmo cargo.

Outro que ficou no fim da lista na corrida para deputado estadual foi Cláudio Anache, em 2006, com apenas 465 votos. Nestas eleições, concorre à Câmara dos Deputados.

Luiz Carlos Santili, do PP, conseguiu a façanha de não obter nenhum voto em 2006, quando concorreu para deputado estadual. Ou seja, nem ele mesmo apostou em sua candidatura. Concorre este ano para o mesmo cargo.

O caso de Santili também ilustra uma outra possibilidade: alguns candidatos colocam seu nome apenas para completar a chapa.

A candidata Rosinéia Silva de Carvalho, mais conhecida como Neya, do PHS, conseguiu apenas 36 votos no pleito passado. Este ano, concorre a uma vaga de deputada federal.

Presidente regional do PHS, Wanderley Macedo obteve somente 411 votos na corrida eleitoral passada por cadeiras na Assembleia Legislativa. Disputará o mesmo posto em outubro.

Ex-PMN, o candidato Júlio Trajano Vargas garantiu 555 adesões ao seu projeto em 2006. Agora, concorre à Assembleia Legislativa pelo PTB.

Caso semelhante é o de Ada Maria Nogueira da Silva, que obteve 129 votos nas eleições passadas e concorre ao mesmo cargo este ano, pelo PHS.

A petebista Nair Mel Ferreira da Silva obteve desempenho inferior: apenas 66 votos. Tentará novamente ocupar uma das 24 cadeiras de deputado estadual neste pleito.

Desistir jamais

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions