ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 33º

Política

Lei proíbe dar nome de rua e praças a pessoas que violaram direitos

Nomes que foram apresentados no Relatório da Comissão da Verdade serão barrados de tais homenagens

Por Leonardo Rocha | 23/10/2019 08:48
Praça do Peixe fica na avenida Bom Pastor, no bairro Vilas Boas, em Campo Grande (Foto: Arquivo)
Praça do Peixe fica na avenida Bom Pastor, no bairro Vilas Boas, em Campo Grande (Foto: Arquivo)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou hoje (23) a lei que proíbe colocar em rodovias, ruas, praças ou locais públicos o nome de pessoas que tenham violado os direitos humanos, durante a Ditadura Militar, e que por esta razão foram citados nos relatórios da Comissão Nacional da Verdade.

A proposta apresentada pelo deputado Pedro Kemp (PT), que foi aprovada na Assembleia, destaca que muitas pessoas que violaram os direitos (humanos), receberam tais homenagens, porque eram influentes em suas épocas, já que ocupavam cargos importantes no setor público.

O autor ainda alegou que o ideal seria reverter todos os locais que possuem tais nomes, no entanto disse que esta alteração iria gerar “contratempos” em endereços, unidades escolares, por isso a lei funciona só a partir deste momento, sem efeitos retroativos.

Ele lembrou que existem locais púbicos que levam nomes de pessoas que foram citadas na Comissão da Verdade. "Temos o exemplo da a Escola Estadual Senador Filinto Müller, a Avenida Ernesto Geisel, assim como a rodovia Emílio Médici”, disse o petista, quando apresentou o projeto.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário